Coordenador da Câmara de Eng. de Seg. do Trabalho reúne-se com Ministro Educação

audiencia crea-sc 02_08Na última quinta-feira (28), o ministro da Educação, Mendonça Filho, recebeu  uma comitiva do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) composta pelo superintendente de Integração do Sistema (SIS), José Gilberto Campos, representando o presidente do Confea, José Tadeu da Silva;  o conselheiro do CREA-SC, Coordenador nacional da coordenadoria de Câmaras Especializadas de Engenharia de Segurança do Trabalho (CCEEST), e da Câmara no Conselho, Eng. Florestal e de Seg. do Trab. Jackson Luiz Jarzynski, além dos coordenadores regionais  Maurício José Viana (Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho  – Anest), Josevan Ursine Fudoli  (Sociedade Brasileira de Engenharia de Segurança – Sobes) e Wandecy Campos (AM).

Na ocasião, José Gilberto falou sobre a necessidade de rever o Decreto 8754/16, que tirou do Confea a prerrogativa de avaliar os cursos.  O ministro mostrou-se disposto para o “diálogo franco e aberto”.  “A Engenharia e a Engenharia de Segurança do Trabalho são importantes para o MEC”, declarou o ministro. Filho comprometeu-se a falar com os secretários da Secretaria de Educação Superior (Sesu) e do Cadastro de Elaboradores e Revisores de Itens da Educação Superior (Ceres) para abrir esse canal com o Confea.

O coordenador nacional das Câmaras de Segurança do Trabalho, Jackson Luiz Jarzynski, sugeriu a atualização da Lei 7410/85. “A lei está desatualizada, não fala em Ensino a Distância” argumentou Jarzynski. Outra sugestão, é a atualização do Parecer 19/87, do Conselho Federal de Educação, que também precisa ser modernizado. Durante a reunião, a comitiva do Confea ainda colocou-se à disposição para colaborar com a fiscalização dos cursos e das instituições por meio das inspetorias regionais.

Nesta segunda e terça-feira, 1 e 2.08, um grupo de professores, engenheiros e especialistas e o membro do Conselho Diretor e conselheiro federal Daniel Salati reuniram-se no Confea para analisar cerca de 50 processos  referentes  aos cursos de engenharia.

Fonte: Crea-SC

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.