Apresentações da Mútua e da FNE integram a abertura do 9º CEP/MT

 Abertura do 9º CEP/MT: Gerson Taguatinga, diretor financeiro da Mútua (primeiro a partir da esquerda)


Abertura do 9º CEP/MT: Gerson Taguatinga, diretor financeiro da Mútua (primeiro a partir da esquerda)

Logo após as boas vindas pelo presidente do Crea-MT, o engenheiro civil e de segurança do trabalho Juares Silveira Samaniego, aos delegados vindos de 12 cidades mato-grossenses, além de inspetores e conselheiros, o convidado engenheiro mecânico Carlos Bastos Abraham, vice-diretor da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), proferiu a palestra de abertura do 9º Congresso Estadual de Profissionais de Mato Grosso (9ºCNP), no último dia 24.

O tema central de sua palestra foi sobre a Engenharia Unida, que segundo Abraham, visa valorizar a atuação profissional e destacar os engenheiros como protagonistas para o crescimento e desenvolvimento. “Buscamos formar uma massa crítica para fomentar a participação da categoria em diálogos com as entidades, empresas, governantes, profissionais e a sociedade em geral. Tem como um dos desafios manter a categoria unida, forte, qualificada e com grande relevância para superar a atual crise. Também lutamos pela garantia dos direitos, valorização e reconhecimento da engenharia nacional como mola propulsora do desenvolvimento e dos profissionais da área tecnológica como fundamentais para a construção de um Brasil melhor, assim como vocês estão discutindo aqui no 9ºCEP”, explicou.

Depois foi a vez do diretor financeiro da Caixa de Assistência dos Profissionais – Mútua, o eng. civil Gerson Taguatingua, falar sobre os produtos, benefícios, serviços, convênios que trazem qualidade de vida ao profissional.

Quebrando o protocolo, a abertura oficial do evento ocorreu após as duas palestras com a chegada do presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), engenheiro civil José Tadeu da Silva. “Queremos com as discussões dos Congressos demonstrar o papel do engenheiro como agente transformador do futuro; conquistar os espaços de direito dos profissionais que são essenciais para a construção de uma sociedade sustentável e criar propostas factíveis para a geração de emprego e renda, com qualidade de vida, dignidade”, citou Tadeu.

Em sua explanação, o anfitrião da Casa, presidente Juares Samaniego, agradeceu a presença das  lideranças locais e nacional, entidades sindicais, associações, profissionais, juventude e interessados. “Esperamos que possamos todos discutir, elaborar propostas, valorizar a profissão, destacar a importância da engenharia para o crescimento e desenvolvimento não somente do nosso estado mas também do país”, incentivou Samaniego, ao declarar aberto os trabalhos do 9ºCEP em 24 de junho de 2016, em Cuiabá. Também prestigiou o 9ºCEP em Mato Grosso o presidente do Crea-GO, engenheiro agrônomo Francisco Antonio Silva de Almeida.

Fonte: Rafaela Maximiano/Gecom Crea-MT

Fotos: Crea-MT

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.