9º CDP do DF comemora 55 anos do Crea e tem participação da Mútua

Foi realizada em Brasília na quarta-feira (22), na sede do Crea-DF, a cerimônia de abertura do 9º Congresso Distrital de Profissionais do Distrito Federal (CDP). A solenidade marcou, também, a comemoração dos 55 anos do Crea-DF. Presente ao dispositivo de abertura do evento, o presidente da Mútua, Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, parabenizou o Crea-DF e falou, entre outros pontos, sobre como é fundamental o investimento na formação dos novos profissionais e na aproximação dos estudantes com o Sistema Confea/Crea e Mútua, a fim de garantir a qualidade da formação dos futuros profissionais.

Paulo Guimarães falou sobre a importância do investimento na formação de profissionais

Paulo Guimarães falou sobre a importância do investimento na formação de profissionais

“Para tanto – afirmou Guimarães -, “a atual gestão da Mútua incluiu em seu plano de ação a criação do benefício Bolsa de Estudo para filhos de associados e estudantes carentes”. Nessa linha de atuação, a Instituição conta, também, com os programas pilotos Jovem Engenheiro e Universidade Corporativa da Mútua. Outro ponto mencionado por Guimarães e recorrente entre os integrantes da mesa foram as questões das tragédias ocorridas no país, como a queda da ciclovia no Rio de Janeiro e a quebra das barragens em Mariana-MG, e a relação desses acontecimentos com a corrupção na Engenharia.

Entre os componentes da mesa – o presidente do Crea-DF, Flávio Correa; o coordenador do Cden, Jorge Nei Brito; a coordenadora da Câmara de Engenharia Civil do Crea-DF, Lia Sá; o coordenador do CDP-DF, Kleber Santos; o presidente do Confea, José Tadeu da Silva; o vice-presidente da Federação das Indústrias do DF (Fibra-DF), Elson Ribeiro; e o presidente da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), Murilo Campos Pinheiro -, foi unânime a ideia de que o Congresso de Profissionais é o momento ideal de reflexão e debate sobre essas questões e o posicionamento do Sistema com relação a elas.

Flavio Correia destacou a importância do Congresso Distrital como um espaço importante para refletir, opinar e apresentar propostas voltadas à melhoria do campo de atuação dos profissionais. E defendeu: “Somos um Conselho que tem crescido. Este é um momento de discussão sobre o atual cenário da Engenharia e Agronomia brasileira. Não podemos ficar de braços cruzados num momento de grandes mudanças em nosso país e o 9º CDP vem inspirar todos nós, profissionais do Sistema, para agirmos, discutirmos ideias e prospectar mos melhorias ao nosso campo de atuação. É um momento para unir forças em busca de soluções”, afirmou, emocionado, também falando sobre o aniversário do Crea.

 Dispositivo solene de abertura do evento


Dispositivo solene de abertura do evento

“Além da abertura oficial do 9º CDP, o Crea-DF comemora 55 anos de muita luta, dificuldades financeiras, econômicas e até sociais. Estamos consolidados no Distrito Federal como um Conselho profissional que desenvolve, com dedicação e afinco, a nobre missão de registrar e fiscalizar o exercício de profissões e atividades da área tecnológica em proteção à sociedade brasiliense”, enfatizou Correia.

O presidente do Confea falou sobre a forma com que a Engenheira é vista em nosso país e as mudanças que já passaram da hora de acontecer. “Inventam-se os procedimentos de pregão eletrônico, de conhecimento intelectual para a nossa área e nós vamos ficar de braços cruzados vendo isso? Até quando vamos ficar assistindo calados? Está na hora da Engenharia entrar realmente em campo e mostrar para o nosso país, para as nossas autoridades, para os nossos governantes, que a Engenharia é a solução para tudo, que é a Engenharia que vai tirar o Brasil dessa situação delicada que está no momento. Não vejo outra categoria, com todo o respeito às demais profissões, mas a Engenharia, neste momento, é quem tem de carregar o país; é ela que tem de apontar as soluções e os caminhos que o país tem de seguir”, disse José Tadeu.

Programação

Dia 23 de junho

1ª sessão de trabalhos

14h00 – Boas-vindas – Coordenador da COR
14h10 – 14h30 – Apresentação da Mútua – Diretor geral da Regional DF, eng, civil Maxwell Simes de Souza Paiva
14h30 – 15h20 – Palestra: “Defesa e fortalecimento da Engenharia e da Agronomia junto à sociedade” – eng. eletricista Frederico Bussinger
15h20 -15h50 – Aprovação do Regimento Interno do 9º CDP
15h50 – 16h10 – Intervalo
16h10 – 18h00 – Divisão para trabalho em grupos – Discussão sobre as propostas apresentadas do 1º eixo
18h00 – 19h00 – Intervalo

2ª sessão de trabalhos

19h00 – 19h50 – Palestra: “Tecnologia e Inovação” – eng. Milton Vieira
19h40 – 21h30 – Continuação dos trabalhos em grupos – Discussão das propostas apresentadas do 2º eixo

Dia 24 de junho

3ª sessão de trabalhos

14h00 – 16h00 – Continuação dos trabalhos em grupo – Discussão das propostas apresentadas do 3º eixo
16h00 – 16h20 – Intervalo
16h20 – 18h00 – Discussão final das propostas do 9º CDP
18h00 – 19h00 – Intervalo

4ª sessão de trabalhos
19h00 – Plenária final para aprovação das propostas e eleição dos delegados do 9º CDP
21h30 – Encerramento do 9º CDP

Fonte e fotos: Gecom/Mútua

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.