Congresso de RO destaca fortalecimento da Engenharia e da Agronomia

DENILSONCom a participação dos profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua e acadêmicos, o primeiro dia do 9º Congresso Estadual de Profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua de Rondônia teve em sua programação cinco palestras: 

GEOLOLOGO CARLOSDefesa e Fortalecimento da Engenharia e Agronomia junto à sociedade com o palestrante eng. Civil Hiran Rodrigues Leal; Tecnologia e Inovação com o palestrante eng. Civil Jorge Luiz; Carreira e prerrogativas da Engenharia e da Agronomia com o eng. Agro. Felipe Monclair; Jazidas Minerais de Porto Velho para uso na Construção Civil com o Geólogo Carlos Eduardo e Condução do Programa Florestal no Estado de Rondônia com eng. Florestal Denilson Trindade. O 9º CEP de Rondônia é patrocinado pela Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea – Mútua.

HIRANDe acordo com o eng. Civil Hiran Rodrigues Leal, o 9º CEP proporcionou aos profissionais do Sistema uma interação de ideias em cima dos temas propostos. “Através da minha palestra debatemos assuntos mais atuais da engenharia e da agronomia no Brasil, além de destacar a importância da engenharia para a sociedade e por fim debatemos uma visão das macro tendências de futuro”, expõe Leal.

O eng. Agro. Felipe Monclair debateu com os participantes carreiras e prerrogativas da Engenharia e da Agronomia. Segundo ele, as ofertas para mão de obra qualificada com nível superior em engenharia vêm crescendo no mercado de trabalho brasileiro. “Entretanto, alguns estudos apontam que a falta de engenheiros capacitados no país para ocupar essas vagas deve continuar pelos próximos anos”, explanou Monclair.
JORGE LUIZEm sua palestra, o eng. Civil Jorge Luiz apontou os principais problemas enfrentados no Brasil com a crise hídrica.  “Temos que lutar pela defesa da água! Novas tecnologias precisam ser implantadas como alternativas para geração de energia. Hoje para cada 1% de crescimento no PIB é necessário 1 giga watts de energia, e o Brasil hoje está atrasado em pelo menos 100 giga watts de energia, por isso que nosso crescimento é zero ou nulo e para que isso mude e preciso a interação com todos os profissionais do Sistema e através deste congresso temos a oportunidade de apresentar propostas para mudar essa situação”, diz Luiz.

FELIPEAo final do ciclo de palestras, o diretor geral da Mútua-RO, eng. Florestal Carlos Antônio Xavier, destacou a importância da Mútua para os associados e apontou os benefícios oferecidos pela Caixa de Assistência, entre eles: benefícios reembolsáveis com juros de 0,30% a 0,80% ao mês + a média do INPC (IBGE) dos últimos 12 meses, ambos sobre o saldo devedor; benefícios sociais (Pecúlio, Auxílio Funeral, Auxílio Pecuniário), plano de previdência,  planos coletivos por adesão, através de convênio com a administradora de planos Qualicorp, entre muitos outros.

CARLOS

Diretor da Mútua-RO, Carlos Antônio Xavier apresenta os benefícios da Caixa de Assistência

O congresso foi aberto pelo eng. Florestal e coordenador do 9º CEP Joel Magalhães, que fez a apresentação e a votação do regimento que teve doze critérios e condições aprovadas pelos presentes. Ao final do dia, os participantes se reuniram para discutir sobre os eixos temáticos que subdividem o tema: Defesa e fortalecimento da Engenharia e da Agronomia junto à sociedade; Tecnologia e Inovação; e Carreira e prerrogativas da Engenharia e da Agronomia.

Fonte e fotos: Crea-RO

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.