No 12º CEP-SC, profissionais conhecem projetos da Mútua

O presidente da Mútua, Paulo Guimarães (primeiro à direita), com o presidente do Crea-SC, Carlos Alberto Kita Xavier, e o presidente da Associação Catarinense de Engenheiros (ACE), Carlos Koyti Nakazima

O presidente da Mútua, Paulo Guimarães (primeiro à direita), com o presidente do Crea-SC, Carlos Alberto Kita Xavier, e o presidente da Associação Catarinense de Engenheiros (ACE), Carlos Koyti Nakazima

Destacando o projeto da Mútua “Jovem Engenheiro”, cujo o piloto poderá ser executado na cidade catarinense de Joinville, o diretor-presidente da Mútua, eng. civil Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, proferiu palestra ao público do 12º Congresso Estadual de Profissionais de Santa Catarina, no último dia 10, na capital Florianópolis.

Realizada durante a abertura solene, a apresentação da Mútua também foi acompanhada por diretores da Mútua-SC e por cerca de 250 profissionais do estado. Conforme Paulo Guimarães explicou, a Mútua esteve em Joinville efetuando contatos com outras instituições para parceria no programa Jovem Engenheiro, que visa qualificar e apoiar os novos profissionais a abrirem e gerirem o próprio negócio. Além desse programa, o presidente da Mútua ainda falou sobre outras propostas que poderão ser adotadas pela Mútua até o final da atual gestão, em 2018.

Já a defesa da manutenção da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) é um tema consolidado na Mútua, ressaltou Paulo Guimarães em sua explanação, reiterando que em parceria com diversos Creas, inclusive o de SC, o assunto tem sido alvo de diversas iniciativas.

O presidente do Crea-SC, eng. civil e de Seg. Trab. Carlos Alberto Kita Xavier, destacou o caráter democrático e participativo desta edição do CEP. “Santa Catarina é um estado de vanguarda nas participações do CNP, sempre apresentando e defendendo propostas com respaldo nacional, muitas delas efetivadas e que resultaram em melhorias na legislação do Sistema”.

Kita ressaltou, também, a importância dos delegados defenderem as proposições do estado, lembrando que estarão representando os interesses coletivos dos mais de 60 mil profissionais catarinenses. “Esta é a essência do CEP, com as mudanças partindo das bases do Sistema, os profissionais que desempenham dia após dia suas atividades técnicas, fundamentais para o desenvolvimento da nação.”

Autoridades do estado e do Sistema Confea/Crea e Mútua compuseram o dispositivo de honra da cerimônia de abertura

Autoridades do estado e do Sistema Confea/Crea e Mútua compuseram o dispositivo de honra da cerimônia de abertura

Em todo o estado foram realizados 23 encontros regionais preparatórios com a participação de 1.200 profissionais. O objetivo do 12º CEP foi a discussão e a proposição de políticas, estratégias e programas de atuação, visando à participação dos profissionais do Sistema no desenvolvimento nacional e maior integração com a sociedade e entidades governamentais. Durante o CEP foram eleitos 16 delegados catarinenses que participarão do 9º Congresso Nacional de Profissionais (CNP), nos dias 2 e 3 de setembro de 2016, em Foz do Iguaçu (PR). No total, 74 propostas de mudanças na Legislação do Sistema Confea/Crea e Mútua foram apresentadas, além de diversas moções.

O evento foi realizado na Celesc - Centrais Elétricas de Santa Catarina. Auditório lotado na abertura

O evento foi realizado na Celesc – Centrais Elétricas de Santa Catarina. Auditório lotado na abertura

Ainda durante a solenidade de abertura do Congresso Estadual, o ex-ministro de estado da Infraestrutura, ex-presidente da Petrobras e líder do grupo que criou a Empresa Brasileira de Aeronáutica AS (Embraer), Ozires Silva, foi o grande destaque da noite. O engenheiro de Aeronáutica explanou sobre o tema “Liderança e Ética Profissional”.

Fonte: Gecom/Mútua (com informações do Crea-SC)

Fotos: Mútua

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.