Estação Espacial completa 100 mil voltas ao redor da Terra

ISS viaja a 28 mil km/h e dá uma volta no planeta a cada 90 minutos. Laboratório já percorreu 4,1 bilhões de quilômetros.

A Estação Espacial Internacional (ISS), laboratório espacial resultante da cooperação científica internacional, em especial de Rússia e Estados Unidos, completou na segunda-feira (16) 100 mil voltas ao redor da Terra, informou o centro de controle de missão russo.

"Hoje a ISS fez sua cem milésima órbita ao redor da Terra", disse, em um comunicado, o centro de controle de missão baseado em Moscou.

Viajando a uma altitude de cerca de 400 km e a um velocidade de 28.000 km por hora, a estação espacial dá uma volta na Terra a cada 90 minutos. Sua "órbita de aniversário" durou das 7:35 à 9:10 no horário de Moscou (01:35 a 03:10 em Brasília), segundo o centro de controle.

Até agora, a ISS percorreu 4,1 bilhões de quilômetros ou "cerca de 10 viagens de ida e volta para Marte", informou a NASA no Twitter oficial da estação.
"Este é um marco significativo e é uma homenagem a esta parceria internacional constituída pela Agência Espacial Europeia, Rússia, Canadá, Japão e Estados Unidos", disse o engenheiro de voo americano Jeff Williams, falando da estação em um vídeo publicado pela Nasa.

Williams está na sua terceira missão na ISS. Também estão a bordo da estação os astronautas Timothy Kopra, da Nasa, Tim Peake, do Reino Unido, e os russos Yury Malenchenko, Alexey Ovchinin e Oleg Skripochka.

Maxim Matyushin, chefe do controle de missão russo, também elogiou a ISS, afirmando que a estação é "um exemplo vívido da cooperação internacional real e eficaz" e que realiza "projetos verdadeiramente inovadores que são cruciais para toda a civilização".

O primeiro módulo da estação, chamado Zarya ("amanhecer", em russo), foi lançado ao espaço há mais de 17 anos, em 20 de novembro de 1998. A primeira tripulação a habitar a estação – o astronauta americano Bill Shepherd e os cosmonautas russos Sergei Krikalev e Yuri Gidzenko – chegou em 2000 e, desde então, a ISS tem sido ocupada continuamente.

Em 2006, o astronauta Marcos Pontes tornou-se o primeiro brasileiro a tripular a ISS e passou oito dias a bordo da estação.

Do tamanho de um campo de futebol
Inicialmente com apenas dois módulos, a ISS hoje tem 15 módulos, ocupa um espaço do tamanho de um campo de futebol, e já recebeu cerca de 100 bilhões de dólares em investimentos. "A longa duração da ISS comprova que a humanidade tem as tecnologias necessárias para a presença constante em órbita e o potencial para ir mais além na exploração espacial", disse Matyushin.

Desde que o programa de ônibus espaciais dos Estados Unidos foi concluído, a Rússia tem sido o único responsável por transportar astronautas para a ISS, a partir de sua cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. A estação geralmente é ocupada por seis tripulantes, enquanto as cápsulas Soyuz utilizadas para levar e trazer os astronautas transportam três pessoas. Durante sua existência, a ISS foi visitada por 226 pessoas de 15 países, segundo o controle de missão russo.

A ISS deverá operar até 2024, visto que todos o países e instituições participantes, com exceção da União Europeia, concordaram em continuar financiando a estação pelo menos até esse ano.

 

Fonte: http://g1.globo.com/

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.