O Maio Amarelo começa agora: 23 países mobilizados.

Toda a sociedade é convidada a participar

A partir deste 1º de maio, o Brasil e o mundo estarão mobilizados para mais uma edição do Maio Amarelo – um movimento internacional em prol da segurança viária, que atua para salvar vidas nas vias e rodovias de todo o planeta.

No seu terceiro ano de existência, o Maio Amarelo já está presente em 23 países de cinco continentes (veja lista dos países abaixo). A mobilização dá sua largada neste domingo, dia 1º de Maio, com números que empolgam, o total de instituições/entidades apoiadoras já chega a mais de 800, quase o dobro do ano do ano passado; e, neste ano, visualizando os calendários propostos pelas mais diversas cidades, surge uma certeza: o Movimento vai superar todas as expectativas e promete ser histórico.

O Maio Amarelo surgiu em Indaiatuba, sendo lançado pelo OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária – que tem a sua coordenação, mas trata-se de uma ação multissetorial, envolvendo todos os segmentos sociais para conscientizar a sociedade a assumir comportamentos mais seguros no trânsito e mudar o cenário de violência, que mata e sequela milhões em todo o mundo.

A proposta é colocar em pauta, de forma permanente, o tema trânsito para toda a sociedade, destacando que o trânsito deve ser seguro, em todas as situações para todos; incentivando a participação da população, empresas, governos e entidades, no trabalho de conscientização e prevenção de acidentes.

Em 2016, o Movimento elegeu dois temas para o trabalho educativo com os mais diversos setores: o uso do cinto de segurança, sobretudo no banco traseiro, que ainda é muito negligenciado pela população; sobretudo no país berço do movimento, o Brasil; e também o excesso de velocidade que impacta no aumento de mortes e na gravidade das lesões no trânsito serão as questões que terão evidência na mobilização deste ano.

A velocidade como importante fator de risco e agravante dos acidentes é um dos poucos temas que a ONU/OMS, inclusive, cobra que o Brasil não tem trabalhado, de forma mais eficiente.

Os dois vídeos podem e devem ser usados pelos apoiadores da mobilização como peças de conscientização social.

A proposta dessa divulgação, de acordo com a Coordenação do Maio Amarelo  é buscar potencializar a reflexão com toda a sociedade sobre esses dois fatores de riscos e que agravam as lesões no trânsito. Esses dois pontos são cruciais para ampliarmos a segurança e proteger vidas, afirma o coordenador do Maio Amarelo, José Aurelio Ramalho.

Assista aos vídeos nestes link: http://www.onsv.org.br/noticias/maio-amarelo-lanca-videos-para-a-conscientizacao-na-mobilizacao-deste-ano/

Toda a sociedade pode e deve participar!

A partir deste domingo, 1º de Maio, até o último dia do mês, ninguém pode poupar esforços para dar visibilidade a nossa mobilização, seja com atividades, seja coma ações de divulgação, veiculando o laço, conscientizando o seu público.

Para dicas do que fazer, acesse o Manual do Maio Amarelo, neste link: http://www.onsv.org.br/noticias/manual-ajuda-apoiador-a-organizar-o-maio-amarelo-veja-como-e-facil/

Participe também da nossa campanha. Você pode ser mais um a engrossar nossa lista para construir um trânsito mais humano.

http://www.onsv.org.br/noticias/maio-amarelo-lanca-campanha-eusou1-por-um-transito-mais-humano/

Países mobilizados pela segurança no trânsito:

Já somos 23 países em todo o mundo apoiando o Maio Amarelo.

Angola
Argentina
Austrália
Áustria
Benin
BRASIL
Camarões
Costa do Marfim
Espanha
EUA
Geórgia
Holanda
Índia
Marrocos
México
Moçambique
Portugal
Quênia
Reino Unido
República Dominicana
Tunísia
Vietnã
Uruguai

Símbolo do Movimento
O laço usado como símbolo do Maio Amarelo já é um velho conhecido. Utilizado também em outros movimentos, como o Outubro Rosa, de combate ao câncer de mama, e o Novembro Azul, que combate o câncer de próstata, ele estimula atividades voltadas à conscientização e ao debate sobre os assuntos a que se refere. A cor amarela foi escolhida por ser a cor de advertência no trânsito. Mas por que o laço, que, até então, era usado para chamar atenção de doenças, foi escolhido para o trânsito? Porque os acidentes de trânsito são considerados uma epidemia. O trauma é uma doença e, portanto, na maioria dos casos, pode ser evitado. É isso o que o Movimento quer passar.

Por quê Maio?
A escolha do mês de maio para marcar essa mobilização foi motivada pelo fato da ONU (Organização das Nações Unidas) ter instituído a Década de Ação para Segurança no Trânsito, num mês de maio, em 2011. A cor amarela foi escolhida por simbolizar Atenção no trânsito. E o laço remete e à preservação da vida, imagem que também é usada em diversos movimentos, com cores diferenciadas. Basta lembrarmos a conscientização o laço da campanha contra a AIDS, em dezembro; o Outubro Rosa, movimento de conscientização contra o câncer de mama; e assim por diante.

 

Fonte: http://maioamarelo.com/acoes-noticias/

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.