Ruído e perturbação sonora serão debatidos em conferência na Câmara Municipal

Os impactos da poluição sonora na saúde humana e no meio ambiente serão discutidos na próxima quinta-feira (28), na 3ª Conferência Municipal sobre Ruído, Vibração e Perturbação Sonora. O evento, que será realizado na Câmara Municipal, vai contar com autoridades representando o estado e o município e especialistas no assunto.

Os temas analisados este ano vão trazer um amplo debate sobre “Educação, saúde e poluição sonora”, “Mobilidade, ruído e vibração”, “Construção Civil e Código de Obras” e “Fontes de Ruído: perturbações que impactam a população”.

A conferência conta com um grupo de trabalho, formado na primeira edição do evento, em 2014, composto por representantes de organizações da sociedade civil, assessorias parlamentares, órgãos de classe e dos setores empresarial e acadêmico. Esse grupo organiza a conferência, propondo ações normativas e administrativas.

A Câmara Municipal discute o Projeto de Lei 75/2013, que prevê a criação do Mapa de Ruído Urbano da cidade. O texto, que estipula a fixação de metas e prazos para a redução do nível de barulho na capital paulista, ainda depende de segunda votação no plenário da Câmara, antes de ser encaminhado para o prefeito Fernando Haddad.

Para o vice-presidente de Tecnologia e Qualidade do SindusCon-SP, Jorge Batlouni, estipular regras para a emissão de ruídos é de extrema importância para a cidade. “Sem isso, o ruído de fundo da cidade, hoje em torno de 70 decibéis, nunca vai ser reduzido.”

Serviço:
Conferência Municipal sobre Ruído, Vibração e Perturbação Sonora
Data: 28 de abril, das 16h às 22h15
Local: Câmara Municipal (salão nobre Presidente João Brasil Vita – 8º andar)
Informações e inscrições, clique aqui.

 

Fonte: http://www.sindusconsp.com.br/

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.