Pesquisa revela perfil do jovem empreendedor brasileiro

Mútua oferece aos associados linhas de benefícios reembolsáveis exclusivas para o profissional e seus dependentes que desejam ter um negócio próprio, para a criação de novos produtos, serviços e processos e ainda para custear patentes. Em outro projeto, a Mútua estuda firmar parceria com o Sebrae para fomentar as aptidões empreendedoras entre os novos profissionais

Ao longo dos anos, observa-se a crescente escala de novos empreendedores no Brasil. Muitos profissionais que têm o sonho de ter o negócio próprio têm, cada vez mais, colocado em prática seus projetos. A dimensão do país, a diversidade de produtos e matérias primas e, claro, a criatividade do povo brasileiro são alguns dos fatores que impulsionaram o empreendedorismo por aqui.

Entidade do setor, a Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), divulgou pesquisa inédita que mapeou o perfil dos jovens empreendedores brasileiros (com até 40 anos de idade). Conforme matéria divulgada pelo jornal Correio Braziliense, edição do dia 10 de abril, o estudo da Conaje, feito com 5.060 entrevistados nas 27 unidades da Federação, apurou que 71% dos jovens empreendedores brasileiros têm de 18 a 39 anos e são homens. Também mostrou que 34% têm de 26 a 30 anos e que 42% têm formação superior. Outro dado da pesquisa aponta que 54% dos novos empresários possui renda familiar de três a 10 salários mínimos, integrando, assim, a “nova classe média”.

Leia aqui a matéria do Correio Braziliense

Veja outros dados da pesquisa da Conaje

 

Mútua entende a importância do empreendedorismo

Benefício reembolsável da Mútua voltado exclusivamente para o associado e seus dependentes que desejam abrir negócio próprio, para utilização em investimentos fixos e de capital de giro, o Empreendedorismo já está no rol de linhas da Mútua desde 2009 e, em 2013, como os outros benefícios da Instituição, passou por reformulação com a redução de juros e aumento do prazo de reembolso para oferecer ainda mais vantagens aos mutualistas.

Também ligados à área de empreendedorismo, os benefícios Inovação e Propriedade Intelectual passaram a ser oferecidos no ano passado e se destinam, respectivamente, a apoiar o associado no desenvolvimento e criação de novos produtos, serviços e processos e a custear despesas com registros e proteção de marcas, patentes, direitos autorais, softwares, desenhos industriais, transferências de tecnologia, domínios de internet, pesquisas, contratos de assistência técnica e consultoria, licenças e demais áreas da propriedade industrial e intelectual.  Outras modalidades também podem auxiliar os associados que pretendem empreender, como os benefícios Equipa Bem, Construa Já e Veículos.

Com um grande know-how no setor, o Sebrae está há muitos anos qualificando e ajudando os micro e pequenos empresários na hora de abrir e gerir seus negócios, o que levou a Mútua a buscar parceria com a instituição para um projeto que incentive e auxilie os profissionais recém-formados nessa área de empreendedorismo.

Mútua Premia

O Mútua Premia, lançado recentemente pela Caixa de Assistência, é uma premiação que também incentiva o empreendedorismo entre seus associados. Projetos de destaque criados por mutualistas, voltados para as áreas de inovação, modernização, criatividade e meio ambiente e custeados pelos benefícios Inovação, Energia Renovável e Propriedade Intelectual, poderão concorrer ao prêmio. Os autores dos melhores projetos serão levados para a 73ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), em Foz do Iguaçu, de 29 de agosto a 1º de setembro, para apresentação e divulgação de seu trabalho no Congresso.


Empreendedorismo: busca por soluções, inovações e caminhos diferenciados

 

Fonte: Gecom/Mútua

Imagens: Arquivo Gecom/Mútua

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.