Uso sustentável do plástico é destaque na indústria da construção civil

Organizado pelo sistema Firjan no final de fevereiro, Fórum Inovar Para Construir, abordou soluções tecnológicas do plástico na Construção civil. O Inovar para Construir mostrou para empresários, estudantes e técnicos que a utilização do plástico nas obras pode ser um excelente negócio para o presente e futuro.

 

O evento contou com a presença de diversos especialistas do setor. Miles Watkins (BRE Consultoria), Felipe Cordeiro Martins (Diretor de Projetos da FCM Arquitetura), Roberto de Souza (Diretor Presidente do CTE) ,  Luis Césio de Souza Caetano Alves (  Diretor da Braskem) ,  José da Rocha Pinto (Presidente do SIMPERJ), Wagner Ramos ( Assessor de Responsabilidade Social da Firjan) e Roberto Kauffman , (Presidente do Conselho Empresarial da Indústria da Construção  e do Sinduscon-Rio).

 Coube ao Assessor de Responsabilidade Social da Firjan, Wagner Ramos, mostrar os resultados do Projeto Inovar para Construir, que foi construindo há exatos três anos passados. “Esta ação foi realizada em 2013 e teve como principais metas disseminar conhecimento sobre novas tecnologias plásticas, aumentando a produtividade e reduzindo os custos na construção”.  

O palestrante Felipe Cordeiro Martins, destacou os diversos fatores positivos do plástico na construção civil. Segundo Martins, há uma redução em mais 60% do custo na obra, tem uma alta durabilidade e a baixa poluição, são elementos importantes para se expandir o consumo sustentável do plástico, na arquitetura, engenharia, nos cursos técnicos e nas demais áreas do setor.

– "Ao se utilizar o plástico como produto principal durante uma obra, o custo final fica mais barato do que se utilizar outro material, se, claro, compararmos com outros materiais como alvenaria e o vidro, o plástico pode ser facilmente utilizado na proteção externa e interna das edificações, no revestimento, acabamento e na decoração das edificações em substituição a outros materiais. Portanto, o baixo consumo do plástico nas obras está totalmente ligado à falta de empenho, ou seja: o acesso de modo geral tem que ser mais direto das fábricas, fornecedores, dos distribuidores dentro das academias de arquitetura, engenharia, cursos técnicos levando o conhecimento, do uso e o reuso do plástico na construção civil em larga escala" – Diz  Felipe Martins.  

Apesar das inúmeras utilidades que o plástico pode proporcionar à construção civil, o uso do material ainda é muito baixo. Nas obras dos Jogos Olímpicos – Rio 2016, a sua utilização não chega a 10%. Uns dos mais respeitados especialistas do assunto, Miles Watkins, respondeu duas perguntas para o site do Jornal da Construção Civil.

JCC- A construção emprega bilhões de dólares no uso de diversos materiais. Então, como aumentar o consumo?

Miles Watkins – A indústria da construção precisa assimilar esse novo uso do plástico à construção para começar a demandar mais consumo do produto. Só assim a construção poderá trocar o mau uso de materiais pelo plástico e, dessa forma, enxergá-lo como uma boa maneira de utilização nas mais diversas construções.

JCC- Quais são os benefícios do plástico na construção?

Miles Watkins –  Ele pode tornar-se uma maneira de adequar o ambiente humano ao estimular a relação sustentável entre o homem e a construção. Bem como, harmonizar, customizar o ambiente e permitir a interação entre a construção e o homem, porque, o plástico é mais tocável. Por isso, digo que o plástico é uma ótima maneira de construção para nós.

Durante o evento aconteceram as entregas dos resultados do Projeto Inovar para Construir, numa parceria do Sistema FIRJAN com a Braskem, o SESI-DN e o CNPq, que tem por objetivo disseminar o conhecimento sobre novas tecnologias plásticas para o setor da Construção Civil.

 

Fonte: http://jornaldaconstrucaocivil.com.br/

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.