Coordenadores elogiam iniciativa da Direx que dá mais participação às Regionais

Reuniram-se na Sede da Mútua, em Brasília, de segunda-feira (4) até hoje, os coordenadores regionais da Mútua Sudeste, Maurício Fernandes (MG); Centro-Oeste, Jean Saliba (MS), Sul, Luiz Carlos Coelho (SC); Nordeste, Gerardo Santos Filho (CE), e Norte, Carlos Xavier (RO). A reunião, que contou com acompanhamento da Diretoria Executiva da Mútua, foi realizada para cumprir uma das metas estabelecidas pela atual diretoria executiva: a de dar mais autonomia às Diretorias Regionais.

O objetivo é que as Caixas possam participar ainda mais ativamente da gestão e contribuir de maneira mais eficiente com a comunicação nas bases. A meta foi apresentada durante o 5º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua, realizado em fevereiro último na capital federal. Já na ocasião, alguns debates foram realizados objetivando o estreitamento das relações entre a Direx e as Regionais.

Nesta semana, o encontro debateu, entre outros temas, o conceito de “Mútua Ideal”. Durante os três dias de reuniões os coordenadores regionais tiveram oportunidade de conhecer a Carta de Serviços da instituição, sugerir inclusões e apresentar as demandas e sugestões de cada uma das regionais para a construção da Mútua Ideal.

O coordenador Jean Saliba considerou a busca de aproximação com os coordenadores regionais um grande avanço na história da Mútua. Na avaliação dele, isso ajuda bastante não só a Diretoria – que recebe a contribuição de quem vive o dia a dia das regiões – mas, também, os próprios diretores regionais, que veem contemplado um desejo antigo, que é a maior participação nas decisões da Direx. “Parabenizo a iniciativa, acho que isso deve continuar. Reuniões como esta devem acontecer mais vezes, sempre que outros assuntos relevantes necessitarem de alguma colaboração de quem vive a rotina das caixas regionais’, salientou Saliba.

Luiz de Souza Viana também aprovou a iniciativa já que, para ele, não existia antes uma abertura como esta oferecida nos três dias de reunião, onde apresentou-se a base da Carta de Serviços para que as Regionais pudessem opinar, somar, alterar e fazer propostas. “Essa aproximação para buscar uma Mútua Ideal é fantástica, pois sempre buscamos aquilo de melhor para que possamos oferecer um assistencialismo de qualidade aos nossos associados”, avaliou.

De acordo com o coordenador do Sul, é preciso trabalhar para que se possa, cada vez mais, integrar os sócios à Instituição e mostrar o que a Mútua pode fazer por ele e como o associado pode, também, ajudar a Mútua a melhorar. Para Viana, com essa aberturar da Direx e o projeto de interiorização da Mútua, apresentado na Carta de Serviços, as regionais terão muito mais condições de ‘arregaçar as mangas’ e trazer mais profissionais para a Caixa de Assistência.

Maurício Fernandes ponderou o que os coordenadores já haviam sentido no Encontro de Líderes do Sistema, realizado em fevereiro: a abertura da Direx para as propostas das Regionais. “Neste retorno à Brasília sentimos um acolhimento muito grande por parte da Direx, que nos auxiliou e contribuiu em muito com nossas propostas. Isso mostra a vontade e o compromisso que essa Diretoria tem de avançar com o processo de unificação”, frisou. Segundo ele, até então, a sensação que havia era que existiam 27 Mútuas espalhadas pelo país, cada uma diferente da outra. “Essa aproximação vai ajudar muito a resolver algumas questões e encurtar essas distâncias, de forma que as nossas necessidades e ansiedades possam ser resolvidas mais rapidamente, proporcionando um atendimento mais satisfatório e ágil aos profissionais”.

A expectativa é muito grande com a nova metodologia e a qualidade dos trabalhos nas Regionais, com certeza, só tende a melhorar, disse Carlos Xavier, que se mostrou entusiasmado com o método de trabalho adotado pela Direx, no sentido de dividir com os coordenadores a responsabilidade da gestão da Mútua. “A oportunidade que tivemos nesta semana, de apresentar e discutir essa proposta com a Direx, é uma situação inédita. Foi uma discussão produtiva, que nos proporcionou conhecer mais a Mútua e também contribuir para que a esta tivesse uma interiorização não só da proposta de levar o benefício aos profissionais, mas, também, na gestão da Mútua”, avaliou.

Segundo ele, o foco agora é em prestar o melhor serviço ao mutualista – que é o principal objetivo da instituição – e conseguir uma melhor gestão nas regionais para que os colaboradores também sejam beneficiados com uma melhor qualidade de vida e, assim, proporcionem melhores serviços aos profissionais. “Parabenizo a Direx pela nova metodologia de ouvir para construir, pois, assim, consegue buscar, através dos coordenadores e diretores regionais, a prática da vivência de cada Região’, finalizou

Por fim, Gerardo Filho avaliou as reuniões como excelentes. “Foi a melhor forma que a Mútua e a Direx conseguiram para reunir todas as Caixas do Brasil, através de seus coordenadores, que trouxeram até aqui as demandas de cada Região”. Para Gerardo, essa iniciativa é de grande importância para alcançar a Mútua ideal, já que serão realizados encontros diretos com a Direx, o que irá agilizar o atendimento das demandas que venham de todas as Caixas.

A Direx irá analisar as propostas apresentadas pelos coordenadores e, no início de maio, nova reunião deve ser realizada para elaboração da versão final da Carta de Serviços e o Plano de Ação da Direx para os próximos anos.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.