Adesão da Mútua ao Programa Pró-equidade de Gênero e Raça marca o Dia Internacional da Mulher

Neste 8 de março – Dia Internacional da Mulher -, a Mútua anuncia sua inscrição e adesão ao Pró-equidade de Gênero e Raça do Governo Federal, agora em sua 6ª edição, coordenado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM). A inscrição da Caixa de Assistência foi feita com o encaminhamento de um Plano de Ação específico nessa área e de diagnóstico e mapeamento da estrutura organizacional. Para abril, está prevista a assinatura do Termo de Compromisso pelo presidente da Mútua, eng. civil Paulo Roberto de Queiroz Guimarães, junto à SPM.

O anúncio da inscrição no Programa foi feito pelo presidente da Instituição na manhã desta terça-feira (08), durante a homenagem às mulheres e a todas as colaboradoras do Sistema. Em seu pronunciamento, Paulo Guimarães reforçou a importância sempre dada às mulheres. "Contamos, por exemplo, com o Benefício Família Maior, criado muito pensando em atender ao público feminino". Ele afirmou que as mulheres sempre têm a atenção da Mútua, já que são maioria no quadro de colaboradores da Instituição. "Com a adesão ao Programa, diversas outras ações serão desenvolvidas”, frisou.


Diretores executivos da Mútua – Paulo Guimarães (presidente), Júlio Fialkoski (administrativo) e Jorge Silveira (de Benefícios)  – durante homenagem e no anúncio da adesão ao Programa

Essas ações já estão no planejamento do triênio 2016/2018, que prevê a criação de projeto pró-equidade de gênero e raça, instituído pela organização em atenção ao seu cunho assistencial e social e ao perfil de instituição sempre empenhada em defender a igualdade. O projeto visa difundir informações e incentivar ações em favor da igualdade, da autonomia e da ascensão congênere entre todos os indivíduos, independentemente de seu gênero, de sua raça ou de sua condição física e psicológica.

Dessa forma, a inscrição da Caixa de Assistência no programa do Governo Federal vai ao encontro da postura adotada pela gestão da Instituição. Uma Comissão Pró-equidade de gênero será criada pela Mútua a fim de concretizar as ações previstas no plano de ação encaminhado à SPM. De acordo com a superintendente da instituição, Vivianny Azevedo, essa será mais uma medida de quebra de cultura na Instituição, para a qual será necessário o apoio e participação de todos os colaboradores.


A superintendente da Mútua explicou um pouco mais sobre o programa às colaboradoras

As ações do programa atenderão a três eixos principais: Gestão de Pessoas (recrutamento e seleção, capacitação e treinamento, ascensão funcional e Plano de Cargos e Carreira – Salário e Remuneração, políticas de benefícios e programas de saúde e segurança); Cultura Organizacional (mecanismos de combate às práticas de desigualdades, às discriminações de gênero e raça e à ocorrência de assédio moral e sexual, prática de capacitação na cadeia de relacionamentos da organização e propaganda institucional interna e externa) e Ações Inovadoras.


O cartão de homenagem às mulheres confeccionado pela Mútua, ilustrado pelas diretoras regionais

Entre as atividades previstas está a realização de cursos e treinamentos sobre o tema voltados aos colaboradores da Mútua da Sede e Regionais, inclusão de pelo menos um membro da Comissão Pró-equidade de gênero na Comissão de Funcionários, o estudo da viabilidade da extensão das licenças paternidade e maternidade e a criação do Programa de Qualidade de Vida no Trabalho (ação já em desenvolvimento, também em atenção a outra meta da Diretoria Executiva).


Colaboradoras Mútua reunidas após a homenagem

 

Fonte e fotos: Gecom/Mútua

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.