Mútua-PA acompanha reunião dos Creas Norte e Nordeste, em Belém


Reunião do Fórum de Presidentes dos Creas Norte e Nordeste, em Belém

Durante dois dias, segunda e terça-feira (15 e 16) desta semana, presidentes de Creas das regiões Norte e Nordeste estiveram em Belém (PA) cumprindo o calendário de encontros anuais do Fórum, com debates importantíssimos sobre as atividades das autarquias regionais nos 16 estados. Acompanhando os trabalhos do grupo, participaram da reunião a diretora geral da Mútua-PA, eng. agr. Ana Maria Pereira de Faria, e o diretor administrativo da Mútua-PA, eng. eletric. Gilmário da Silva Drago.

Na avaliação dos diretores da Caixa, o encontro foi bastante produtivo e oportunizou que eles falassem sobre as atividades da Mútua no Pará. “Temos alcançado as metas planejadas pela Regional de associação e concessão de benefícios. Além disso, a pesquisa de satisfação, realizada sempre após cada atendimento com os associados, tem mostrado índices muito positivos”, informou a diretora geral da Mútua-PA aos presidentes de Creas.

Anfitrião do evento, o presidente Crea-PA, eng. agr. Elias Lima, enfatizou a importância da reunião ao iniciar os trabalhos. “Quero desejar boas-vindas a todos e espero que dessa reunião possamos extrair resultados para o Colégio de Presidentes”, disse. Também representante da Engenharia paraense, o vice-presidente do Confea, eng. agr. Antonio Carlos Albério, foi outra presença de peso no encontro.

Logo no começo das discussões, os coordenadores dos Fóruns do Norte e do Nordeste, Laércio Aires (Crea-AP) e Paulo Roberto de Oliveira (Crea-PI), respectivamente, fizeram suas considerações, pontuando os temas de destaque que impactam nos Conselhos das duas regiões. “A atuação conjunta é um princípio elementar para a coerência de qualquer sistema, dessa forma, a reflexão em colegiado e as decisões tomadas contribuem para o avanço da área tecnológica minimizando os ruídos, mas sem interferir na independência de assuntos de competência da gestão de cada Conselho”, sublinhou Paulo Roberto, presidente do Crea-PI.

Nos dois dias os presidentes discutiram e deliberaram muitos assuntos, como o impacto da chamada “PEC da Bengala” nos Creas – dispositivo que pretende estender para todos os servidores públicos a aposentadoria compulsória aos 75 anos e não aos 70 -, a situação das Caixas da Mútua nos estados do Norte e Nordeste, a Lei da Transparência e propostas do Colégio de Presidentes para resoluções.

Ainda foram tratadas outras questões, como as levantadas pelo presidente do Crea-PE, Evandro Alencar – criação e eleição de coordenadores do Comitê de Entidades Regionais (CDER), convênio com ITEP, reuniões do Comitê Tecnológico Permanente (CTP) e o 2º Seminário de Lideranças em Caruaru (PE).

Estiveram presentes na reunião, os seguintes presidentes e representantes de Creas: eng. agr. Carminda Luzia Pinheiro (Crea-AC), eng. civ. Fernando Reis (Crea-AL), eng. civ. Claudio Guenka (Crea-AM), eng. ftal. Laércio Ayres (Crea-AP), eng. civ. José Neto Júnior (Crea-BA), eng. agr. Elias da Silva Lima (Crea-PA), eng. civ. Evandro de Alencar Carvalho (Crea-PE), eng. civ. Paulo Roberto de Oliveira (Crea-PI), eng. eletric. Modesto dos S. Filho (Crea-RN), eng. ftal. Ailton Pacheco (Crea-RO), eng. civ. Marcos Camoeiras (Crea-RR), eng. agr. Aricio Silva (Crea-SE), eng. agr. Ana Maria Faria (Mútua-PA), eng. eletric. Gilmário Drago (Mútua-PA), eng. agr. Antonio Carlos Alberio (Confea), eng. agr. Pedro Paulo Mota (Crea-PA), eng. civ. Seg. Trab. Rui Dinamar (Crea-PA), eng. eltric. Beatriz Vasconcelos (Crea-PA), eng. civ. Seg. Trab. Harold Sadalla (Crea-PA e eng. agr. Joadson (Crea-PE).


Diretores da Mútua-PA acompanharam os trabalhos do colegiado

 

Fonte: Gecom/Mútua (com informações do Crea-PA e do Crea-PI)

Fotos: Mútua-PA

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.