Crea-RO disponibiliza carros para reforçar campanha contra o Aedes Aegypti

Na manhã de ontem, o vice-presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Rondônia (Crea-RO), Ailton Pacheco, o superintendente técnico do Crea-RO, Siguimar Cruz e o gerente de departamento do interior do Crea-RO Francisco Assis, estiveram no Comitê Estadual de Combate ao Aedes Aegypti e enfrentamento da microcefalia da Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa), para definir os últimos detalhes da participação do Conselho na campanha contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

De acordo com o vice-presidente do Crea-RO, Ailton Pacheco, o Conselho irá disponibilizar alguns carros e colaboradores para realizar ações em bairros e obras. “Precisamos fazer a nossa parte para ajudar nessa luta contra o Aedes aegypti. Vamos realizar mutirões com reforço da Agevisa e outros órgãos e mapear os bairros que estão com mais obras de engenharia em andamento, além de fiscalizar as obras que estão paradas também para identificar possíveis focos”, explica Pacheco.

A diretora-geral da Agevisa, Arlete Baldez afirma que a participação do Crea-RO nessas ações será fundamental. “Agora podemos iniciar outras frentes de trabalho. Iremos fazer cronogramas e estratégias de ação para o combate de criadouros/e ou focos nas obras de engenharias”, diz.

Arlete Baldez, explica ainda que os 52 municípios de Rondônia já foram mobilizados e que as ações de combate foram divididas em eixos. “Eixo da sala de situação que tem todas as informações, onde precisamos está fortalecendo; Eixo da vigilância epidemiológica que é aquela que melhora a sensibilidade das equipes que estão nas unidades, para que cada caso suspeito seja encaminhado de forma ágil; Eixo do controle vetorial que monitoram a situação epidemiológica, avaliando quais a medidas prioritárias apresentadas pelos municípios; Eixo de assistência que atual na capacitação dos Mais Médicos, equipe das unidades de referencia para estarem bem preparadas; Eixo de diagnóstico responsável em manter o fluxo de amostra e trazer para o estado no menor tempo possível o diagnóstico; Eixo da educação que está trabalhando com a Semed e a Seduc, tentando preparar os professores para que no começo das aulas, eles orientem os alunos para os mesmos sejam agentes de combate dentro das suas casas e o Eixo da comunicação, responsável por divulgar todas as ações realizadas”,diz, 

O coordenador do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde – CIEVS, Sid Orleans, aponta que o Governo do Estado de Rondônia está realizando juntamente com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária de Rondônia – ANVISA-RO, a estratégia do Governo Federal de visitar 100% dos imóveis para eliminar possíveis criadouros e orientar os proprietários sobre os riscos da doença provocada pelo o mosquito Aedes aegypti.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Semusa (DVEA), Régia Pacheco, o apoio do Crea-RO e demais órgãos faz toda diferença nesse processo de enfrentamento contra o Aedes aegypti . “Na situação que nós encontramos hoje, o apoio de todos os órgãos é muito bem vindo. A cada dia novos casos estão sendo notificados e sozinhos não temos forças para iniciar esse combate. Cada um precisa fazer sua parte, inclusive a população, por que os focos estão dentro das nossas casas”, diz Régia. 

 

Fonte: Cre-RO

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.