Crea e Adeal planejam fiscalização na venda ilegal de agrotóxicos

Assessoria técnica e ficais do Crea estiveram presentes na reunião

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) e a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado (Adeal) se reuniram nesta quarta-feira, 20, com o objetivo de articular os próximos passos da fiscalização contra a venda ilegal de agrotóxicos no Estado de Alagoas. A intenção é intensificar as visitas já em fevereiro.

Durante a reunião, o engenheiro civil e presidente do Crea Alagoas, Fernando Dacal, destacou a preocupação da entidade em resguardar não só o profissional como também a sociedade, tendo em vista que estabelecimentos comerciais estão vendendo agrotóxicos sem a devida apresentação do receituário agronômico.

“Pretendemos garantir o mercado para os profissionais do nosso Conselho como também mostrar à população que ela corre sérios riscos de saúde. O agrotóxico é um veneno e pode matar. Por isso, é importante que, ao utilizar o produto na plantação, o agricultor tenha sempre o acompanhamento de um profissional habilitado”, orientou Dacal.

Segundo informações de Paulo Melo, chefe do Núcleo de Agrotóxicos da Adeal, a Agência conta com cerca de 1600 tipos de marcas dos produtos registrados para revenda em toda Alagoas e, os municípios de Maceió, Arapiraca e Penedo concentram 70% do comércio.

Agregar parceiros nessa fiscalização e garantir força na operação também foi discutido. Ao fim da reunião, ficou de ser agendado, para os próximos dias, reuniões com a Secretária de Agricultura, Instituto de Meio Ambiente e o Ministério Público Estadual de Alagoas, que serão convocados para aderir a essa mobilização em prol da defesa da sociedade consumidora dos alimentos produzidos com agrotóxicos.

 

Fonte: Crea-AL

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.