Entidades apresentam resultados de participações em eventos e GTs

A abertura da 3ª Reunião Extraordinária do Colégio de Entidades Nacionais (Cden), em Brasília, nesta segunda-feira (19), foi marcada pela apresentação de informes das entidades e de participantes dos Grupos de Trabalho. Ao final da reunião, foram discutidas questões relativas às atribuições profissionais. 

 

O presidente da Sociedade Brasileira de Meteorologia (Sbmet), Rômulo Paz, destacou a satisfação dos meteorologistas pela presença e o convênio de apoio financeiro com o Confea que possibilitou a realização do VI Simpósio Internacional de Climatologia (Sic), de 13 a 16 de outubro, em Natal. Rômulo informou ainda a realização, em Paris, no período de 30 de novembro a 11 de dezembro, da Cop 21 – 21ª Conferência do Clima. “Haverá a participação de 196 representantes da ONU, em busca de um acordo em torno das mudanças climáticas”. 

Ele também falou sobre a participação da entidade no GT Desastres Naturais, criticando o sistema de alerta de desastres criado recentemente pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). “Questiono a legitimidade da sua instalação e de sua discussão, em detrimento da independência da ciência e tecnologia nacionais”. 

Já o presidente da Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Anest), eng. mec. e eng. seg. trab. José Leandro da Silva Neto, informou que, de 12 a 14 de novembro, Goiânia sediará o XVII Congresso Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Conest). “Contamos com o apoio integral do Crea-GO”. Já entre 26 e 28 de novembro, Campo Grande sediará o V Congresso Nacional dos Professores de Engenharia de Segurança do Trabalho.

Representante da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), o eng. eletric. Fernando Jogaib, relatou que, durante a manhã dessa segunda-feira, ele falou em nome da Fisenge em uma audiência pública no Congresso Nacional sobre a retirada da contribuição sindical dos trabalhadores. “Se isso for à frente, significará o fim das entidades sindicais. Manifestamos nossa posição contra essa medida”. 

O presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Agrícolas (Abeag), eng. agric. Valmor Pietsch, convidou para a participação do Seminário sobre Biogás – o futuro da energia renovável rural/agroindustrial. “Será o primeiro passo para a criação de um normativo, junto com a ABNT, para promover a devida manutenção de biodigestores”, explicou, aproveitando para lembrar a passagem do dia do Engenheiro Agrícola, no próximo dia 27.

A representante da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), eng. civ. Anna Virgínia Muniz Machado descreveu a participação, durante a 73ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), em Fortaleza, de um seminário, organizado pela Abes e pela Abeag, sobre o Sistema Integrado de Saneamento Rural do Ceará (Sisar). “Esse evento foi um sucesso e agradecemos todo o apoio e a participação”. 

Ela destacou ainda o êxito do 28º Congresso Brasileiro de Engenharia Sustentável e Ambiental, realizado de 4 a 8 de outubro, no Rio de Janeiro. “Tivemos mais de 500 profissionais, apresentando trabalhos técnicos, seminários, mesas redondas, além de uma grande feira técnica com participação de empresas de saneamento, além de materiais e equipamentos”.

GTs e Agronomia

Já o presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas (Abee), Olavo Botelho, descreveu que cerca de 150 participantes estiveram no seminário “Oportunidades de negócios no mercado de energia”, promovido pela Abee em Vitória, no final de setembro. Olavo Botelho também descreveu a conclusão do GT Lei de Licitações, finalizado semana passada, enquanto o presidente da Associação Brasileira de Ensino Técnico Industrial (Abeti), Luís Eduardo Castro Quitério e o representante da Federação Nacional dos Técnicos Industriais (Fentec), Luís Dias, falaram, respectivamente, dos GTs Cidades e Georreferenciamento de Imóveis Rurais.

 

O presidente da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil, Ângelo Petto Neto, que coordenou as atividades de abertura da 3ª Reunião Extraordinária do Colégio de Entidades Nacionais (Cden) iniciou sua participação agradecendo o “apoio indiscutível do Confea” e ainda a contribuição de algumas empresas para a realização do XXIX Congresso Brasileiro de Agronomia, de 4 a 7 de agosto, em Foz do Iguaçu, com as participações dos secretários de Agricultura dos estados de Santa Catarina e Paraná. 

Em seguida, relatou sua participação na Expo Milão, considerada por ele, como “um evento fantástico”. Petto diz que “a Itália é um exemplo de alimentação de boa qualidade”. Paralelamente, foi realizado o 6º Congresso Mundial de Engenharia Agronômica, que contou com as representações do Presidente do Crea-ES, Helder Carniele, e do coordenador da Coordenadoria Nacional das Câmaras Especializadas de Agronomia, Kléber Santos. 

“Coube a mim a honra de ter sido eleito primeiro vice-presidente da Associação Mundial de Engenheiros Agrônomos. Existe a intenção de fazer um trabalho mais próximo com a FAO, algo que ainda não foi ainda conseguido. E, nessa assembleia, ficou definido que o 7º Congresso será em Puerto Iguasu, em 2019, na Argentina, na região da Tríplice Fronteira, principalmente pela pujança da produção de grãos nos três países, Argentina, Paraguai e Brasil”.

No retorno das atividades, nesta terça-feira (20), os Comitês Internos do Cden manifestarão suas representações nas comissões permanentes do Confea. Também estão previstas as participações dos conselheiros Raul Otávio da Silva Pereira e Leonides Alves da Silva Neto sobre temas como Ética e Regimento do Cden.

 

 

 

Fonte: Confea

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.