Diretoria Executiva da Mútua, gestão 2012/2015, realiza sua última reunião


À mesa principal: Lino Gilberto, Paulo Guimarães, Fernando Dacal, Cláudio Calheiros, Ricardo Veiga e Luiz Alberto. Gestores e assessores da Mútua  também participam do encontro

A 267ª Reunião Ordinária da Diretoria Executiva da Mútua, que é realizada hoje e amanhã (20 e 21 de agosto), em Maceió (AL), em paralelo à 4ª Reunião do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua, é a última da atual gestão (triênio 2012/2015), que se encerra na segunda-feira (24).

Os diretores, eng. agr. Cláudio Pereira Calheiros (presidente), eng. agr. Ricardo Antonio de Arruda Veiga (Benefícios), téc. Em Edif. Lino Gilberto da Silva (financeiro) e eng. agr. Luiz Alberto Freitas Pereira (administrativo) além da análise dos itens rotineiros que estão sempre na pauta dos encontros, como homologação de benefícios, convênios com Creas e entidades de classe, assuntos internos de gestão da Instituição, ainda fazem uma reflexão e um balanço do tempo que se dedicaram à Mútua, uma revisão do planejamento e das metas alcançadas.

Calheiros agradeceu o apoio recebido pelo presidente do Crea-AL, Fernando Dacal, convidado para a reunião, e ressaltou o simbolismo da realização de sua despedida em Maceió. Ele ainda registrou que em sua gestão a Mútua liberou mais de 300 milhões de reais para os profissionais, em forma de benefícios, coroando um trabalho de toda a diretoria. “Durante esse período que passei na Mútua o maior enriquecimento que tive foram as amizades que adquiri”, finalizou.

Dacal deu boas-vindas ao corpo diretivo da Mútua e elogiou a parceria existente entre o Conselho e a Caixa de Assistência. Parabenizou a atual diretoria da Mútua pelo trabalho desenvolvido e, também, o superintende da Mútua, eng. civ. Paulo Guimarães, que foi eleito diretor-presidente da Mútua para a próxima gestão. O presidente do Crea ensejou que a parceria com o Crea se mantenha. Ele também aproveitou para fazer um breve relato sobre sua chegada à presidência do Crea-AL e disse que está incumbido da  missão de projetar o Conselho Regional não somente em nível local mas com alcance nacional. “O que faz o Crea hoje ser mais visto positivamente é nossa união”, concluiu.

 

Fonte: Acme/Mútua (com informações do Crea-AL)

Foto: Mútua

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.