Eleita nova Diretoria Executiva da Mútua

O engenheiro civil Paulo Guimarães é o novo diretor-presidente para o mandato 2015-2018


Nova Diretoria da Mútua com o presidente do Confea: Marcelo Morais, Gerson Taguatinga, Paulo Guimarães, José Tadeu, Júlio Fialkoski e Jorge Silveira

Seguindo os normativos referentes ao processo eleitoral da Mútua, foi realizada nessa terça-feira (18), a segunda etapa da votação para escolha dos três diretores que faltavam para completar a Diretoria Executiva da Mútua gestão 2015-2018. Na primeira etapa, o Colégio de Presidentes do Sistema elegeu o eng. civ. Gerson Taguatinga e o eng. civ. Jorge Silveira para ocupar dois dos cinco cargos da Direx da Mútua.

Em Sessão Plenária Extraordinária do Confea, os conselheiros federais, após explanação do programa de propostas dos candidatos, proferiram seus votos, elegendo o eng. civ. Paulo Roberto de Queiroz Guimarães (11 votos), o eng. mec., civil e de Seg. Trab. Júlio Fialkoski (11 votos) e o eng. civ. Marcelo Morais (9 votos).

Ainda segundo a resolução do Confea que regulamenta a eleição da Mútua, com a definição dos cinco diretores é procedida nova votação para escolha do diretor-presidente, sendo candidatos a esse segundo pleito os diretores já eleitos que desejarem concorrer. Na votação de ontem, seguiram para disputa ao cargo de diretor-presidente Júlio Fialkoski e Paulo Guimarães. Com 10 votos, Paulo Guimarães foi escolhido para ocupar cargo máximo da Caixa de Assistência pelos próximos três anos.

As demais Diretorias – Benefícios, Financeira, Administrativa e Tecnologia – deverão ter seus titulares definidos, entre os outros quatro diretores eleitos, na primeira reunião da nova Direx da Mútua.


O processo foi conduzido pela Comissão Eleitoral Federal, coordenada pelo conselheiro Lúcio Ivar do Sul

Novos diretores

Foi ainda conduzida a homologação do resultado das eleições e a solenidade de assinatura do Termo de Posse pelos diretores eleitos, momento em que puderam expressar suas palavras de gratidão pela eleição e, também, falar sobre as expectativas para o triênio.

Definindo como o "inicio dos trabalhos", Paulo Guimarães disse que em sua gestão vai sempre buscar a conciliação e a união através do dialogo. "Vamos ter canal direto com todo o Sistema Confea/Crea e com os profissionais." O presidente eleito ainda externou seu desejo de continuar o trabalho de fortalecimento da Mútua, iniciado por diretorias anteriores. “Quero seguir com o trabalho que já vem sendo feito há algumas gestões, de aperfeiçoamento e desenvolvimento da nossa Caixa de Assistência e de integração e união da Diretoria Executiva.” Por fim, Paulo Guimarães agradeceu ao Sistema – conselheiros, presidentes de Creas e de entidades – pelo apoio e confiança e destacou: “Diretores eleitos, vamos juntos enfrentar os desafios”.

Gerson Taguatinga enfatizou quão grande é sua expectativa para a gestão. “Agradeço a confiança, que será retribuída com muito trabalho e dedicação.” Também agradecendo aos presidentes de Creas, Jorge Silveira reafirmou compromisso de harmonização da Diretoria, segundo ele “a exemplo da gestão que esta saindo.” Ele ainda ponderou que sua atuação será pautada pelo sucesso da Mútua e o bem-estar dos profissionais.

Trabalhar em consonância com as propostas apresentadas, em prol dos profissionais do Sistema e para a evolução e o crescimento da Mútua foram as observações feitas pelo diretor eleito Júlio Fialkoski. Seu reconhecimento aos que o apoiaram nessa eleição também marcou seu primeiro discurso como diretor da Mútua. Marcelo Moraes assegurou que irá se empenhar ao máximo para superar as expectativas dos profissionais de todo o país.

“Desejo à nova Diretoria um bom mandato e uma profícua gestão, e que os bons projetos da gestão passada possam ter continuidade. Contem com o Confea. As portas estarão abertas”, afirmou o presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu.


Os ex-presidentes da Mútua, Wellington Costa (primeiro à esq.) e Anjelo da Costa (primeiro à dir.), prestigiaram a eleição. Na foto eles aparecem ao lado do presidente eleito, Paulo Guimarães, e do atual presidente da Mútua, Cláudio Calheiros


Gerardo Filho (diretor-geral da Mútua-CE), Jorge Silveira (eleito como diretor da Mútua na primeira etapa), Ricardo Veiga (diretor de Benefícios da Mútua), Clemerson Batista (gerente do Confea), Luiz Alberto (diretor administrativo da Mútua) e Lino Gilberto (diretor financeiro da Mútua) também acompanharam a Sessão Plenária

Saiba como foi a eleição da Mútua

Na abertura da sessão extraordinária, o plenário federal promoveu votação para eleger três membros para a Diretoria Executiva da Mútua. Candidataram-se ao cargo o eng. agr. João Francisco dos Anjos, eng. civ. Paulo Guimarães, eng. civ. Francisco Ladaga, eng. eletric. Marcelo Morais e eng. mec. Julio Fialkoski.

Durante o processo eleitoral, os candidatos apresentaram seus planos de trabalho para o mandato 2015-2018. De modo geral, foram apontadas como prioridades a valorização e defesa da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), a transparência da gestão da Caixa de Assistência, a capacitação de diretores e colaboradores, o aprimoramento do plano de saúde com a possível adoção de uma administradora própria, a ampliação da autonomia das Caixas de cada Estado e melhoria dos benefícios a fim de atrair e agregar novos associados.

Os três mais votados foram: Paulo Guimarães, com 11 votos; Julio Fialkoski, também com 11; e Marcelo Morais que recebeu 9 votos. Já João Francisco dos Anjos obteve 8 votos e Francisco Ladaga, 5 votos, não sendo, portanto, eleitos neste pleito. 

 


Fonte: Acme/Mútua

Fotos: Acme/Mútua

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.