Presidente do Confea prestigia posse da nova diretoria da Sergs

O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), eng. civ. José Tadeu da Silva, participou nesta quarta-feira (10) da posse administrativa da nova diretoria da Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs), nesta quarta (10), que tem à frente o engenheiro civil Nelson Kalil Moussalle.
A solenidade que comemorou ainda os 85 anos de fundação da entidade, que é precursora do Crea-RS, reuniu mais de 80 profissionais, entre lideranças locais do Sistema Confea/Crea e Mútua.
O presidente do Confea destacou o fato de a Sergs ser uma das sete entidades precursoras do Sistema Confea/Crea e Mútua. “Hoje começava o Colégio de Presidentes, mas eu não poderia deixar de prestigiar os 85 anos de uma entidade que representa o início do nosso Sistema, o que demonstra a sua importância para ele”, avaliou enaltecendo inclusive a infraestrutura da sede. “Não me lembro de outra entidade que tenha o patrimônio que a Sergs conquistou nestes 85 anos”, reconheceu.
Com relação ao momento que passa o Brasil, o presidente Tadeu destacou que é preciso mais otimismo, pois o país é muito rico, com soberania. “Temos de participar mais das discussões políticas e acompanhar os projetos de leis que envolvem os profissionais da área tecnológica. A Lei da Licitação é uma discussão importante para todos nós, que podem contribuir para maior segurança para as empresas e profissionais da engenharia”, pontuou.
Com uma trajetória sólida e mantenedora do conhecimento tecnológico, a Sergs, hoje com 1.200 associados, esteve presente em alguns dos principais momentos do Rio Grande do Sul, como em discussões sobre as perspectivas do setor de infraestrutura e logística e os novos investimentos previstos para o Estado.
Ao deixar o cargo, o engenheiro civil Hilário Pires ressaltou a importância da entidade para as principais discussões dos profissionais da área tecnológica. “Tenho certeza que nesta etapa que se inicia, a nossa Sergs haverá de distinguir-se na defesa ainda mais firme da importância da engenharia como atividade essencial para a retomada do desenvolvimento gaúcho e nacional”, alertou.
Em sua manifestação, o novo presidente da Sergs, engenheiro Moussalle, ressaltou o trabalho do antecessor, que com ações e eventos contribuiu para o equilíbrio financeiro da entidade. “Pretendemos dar continuidade às realizações da gestão do engenheiro Hilário, principalmente as ações que deram certo”, afirmou.
Aproveitando o momento atual do país, o novo presidente da Sergs explicou que pretende ampliar a integração com todas as entidades representativas. “É com a força conjunta e toda a classe unida que poderemos fazer frente às adversidades e dificuldades que os mais diversos setores da engenharia têm enfrentado. Dessa forma, seremos uma só voz perante os poderes públicos, no sentido de ajudar nas decisões e dificuldade que se apresentarem”, explicou.

A entidade
Ao longo destes 85 anos, trinta profissionais estiveram na presidência da entidade, iniciada pelo engenheiro Fernando Martins Pereira e Souza (1930 a 1932). Na ocasião entre os ex-presidentes foram homenageados, em nome de todos, o com mais idade e o mais antigo na gestão, engenheiro Eurico Trindade Neves, com 96 anos, e engenheiro Nicolau Jorge Ache Waquil, respectivamente.
Na oportunidade também foi aberto espaço para a Sergs receber homenagens, entre elas a do Crea-RS. O presidente, eng. civ. Melvis Barrios Junior, enalteceu a atuação forte e representativa da Sergs no Estado, manifestando o apoio de sua gestão às entidades de classe, em especial à parceria com a Sociedade de Engenharia. “Tive a honra, à época que fui conselheiro federal do Confea, de participar da Sessão Plenária de homologação da Sergs como entidade precursora”, enfatizou.

Fonte:  Confea, com informações da Ascom Crea-RS

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.