Encontro das Modalidades: produção de conhecimento na Geologia e Engenharia de Minas

Na manhã desta quinta-feira (14), o presidente do Confea, José Tadeu da Silva, participou do Encontro Nacional da Geologia e Engenharia de Minas. "Estudamos para transformar recursos naturais em bens para a população sem causar danos ao meio ambiente”, defendeu José Tadeu. “É daqui que vai sair o conhecimento, a inteligência nas áreas da Geologia e Engenharia de Minas, para que possamos fazer o Sistema avançar. Sem a colaboração de vocês, não temos como desempenhar um bom papel”, completou.
Durante a reunião, o presidente do Confea destacou os três pilares que sustentam a valorização profissional: o aperfeiçoamento técnico e cultural permanente, a ética, e a fiscalização. “A fiscalização é o mais poderoso instrumento de valorização profissional. Quando operacionalizo bem o instrumento da fiscalização, estou mostrando para a sociedade a importância de se contratar um profissional habilitado”.
José Tadeu encerrou comentando a importância dos conselheiros regionais para o funcionamento da ferramenta fiscalização. “Vocês são os operadores do direito profissional. A Lei nº. 5.194/1966 coloca essa toga em vocês. Vocês que têm a condição de nos dizer o que deve ser feito nos parâmetros da fiscalização para o aperfeiçoamento dos normativos”.
Os encontros nacionais por modalidade reúnem todos os conselheiros regionais daquela área. As modalidades de Geologia e Engenharia de Minas congregam cerca de 24 mil profissionais. O Encontro Nacional da Geologia e Engenharia de Minas acontece simultaneamente aos Encontros Nacionais da Engenharia Elétrica e da Engenharia Mecânica e Metalúrgica, até esta sexta-feira, 15, no Centro de Convenções Sulamérica, no Rio de Janeiro. Ao final dos trabalhos, cada modalidade produzirá uma Carta, com propostas de suas respectivas áreas para o Sistema Confea/Crea e Mútua.

Fonte: Confea

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.