Mesas-redondas e palestras marcarão o Encontro Nacional da Engenharia Mecânica e Metalúrgica


Uma oportunidade para todos “abrirem a boca”. É assim que o coordenador nacional das Câmaras Especializadas de Engenharia Industrial, eng. mec. Oswaldo Paiva, enxerga o Encontro Nacional da Engenharia Mecânica e Metalúrgica. “Queremos que os participantes apresentem suas dúvidas e questionamentos. A gente não quer palestra que fica todo mundo ouvindo, bate palma e vai embora”, opina. “Estamos empolgados, porque acabamos de ter a Reunião Ordinária em Manaus e foi um sucesso!”, conta.
A Coordenadoria de Câmaras Especializadas de Engenharia Industrial (CCEEI) encaminhou proposta de programação ao Confea com três mesas-redondas e três palestras. As mesas-redondas sugeridas abordam ensino à distância, ações do Sistema Confea/Crea e Mútua e oportunidades de melhorias e boas práticas nos procedimentos dos Creas. “Queremos fazer uma troca de experiência, para compartilharmos as soluções diferentes e inovadoras, sobre como fazer uma fiscalização, por exemplo”. 
Para as palestras, a CCEEI propôs os temas fiscalização, incentivos para a inovação – com um representante do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação – e certificação profissional. “Queremos conhecer a experiência que o Paraná está adotando, onde entidades profissionais reconhecidas pelo Sistema Confea/Crea e Mútua aplicam provas de certificação profissional”, explicou.
O Encontro Nacional da Engenharia Mecânica e Metalúrgica, cuja realização foi aprovada por meio de Decisão Plenária, será realizado paralelamente ao Encontro Nacional da Engenharia Elétrica e ao Encontro Nacional da Geologia e Engenharia de Minas. Os três eventos serão promovidos pelo Sistema Confea/Crea e Mútua, nos dias 13, 14 e 15 de maio, no Rio de Janeiro, no Centro de Convenções Sulamérica.
Os encontros por modalidade iniciaram-se em 2013, quando foi realizado o Encontro Nacional da Agronomia. Em 2014, foi a vez da Engenharia Civil e da Engenharia Química. Agora em maio de 2015, três vertentes da Engenharia terão seus encontros nacionais.
Os Encontros debaterão valorização profissional, ética, melhoria da fiscalização, reconhecimento da sociedade, integração das classes profissionais, formação e educação, legislação e projetos de lei que afetam o exercício das profissões. Ao final dos trabalhos, cada Encontro terá como produto uma Carta.

Fonte: Confea

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.