Celebração na Agronomia

O País acumula sucessivas conquistas em relação à produtividade e grande parte destes índices estão relacionados aos trabalhos dos engenheiros agrônomos. Também habilitados a desenvolver atividades relacionadas ao paisagismo, entre muitas outras já destacadas pela série de reportagens desenvolvida pela Equipe de Comunicação do Confea, a Agronomia do País esteve em festa na última quarta-feira (29/4), durante a 43ª edição da Deusa Ceres, tradicional premiação da Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (AEASP), que contou com a presença do presidente do Confea, eng. civ. José Tadeu da Silva, do secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, entre outras autoridades.
No auditório do Centro de Cana do Instituto do Açúcar e do Álcool (IAC), a AEASP promoveu mais uma concorrida cerimônia em homenagem aos principais engenheiros agrônomos em atividade no Estado, um dos maiores responsáveis pelas repetidas safras recordes acumuladas pelo País.  Engenheiros agrônomos como o consultor técnico da Associação Nacional de Defesa Vegetal (ANDEF), Luiz Carlos Sayão Ferreira Lima, e o decano da Agronomia, Fernando Penteado Cardoso, fundador da Agrisus, estiveram entre os homenageados. Em seu discurso o presidente da AEASP e ainda da Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (Confaeab), além de coordenador adjunto do Colégio de Entidades Nacionais do Sistema Confea/Crea e Mútua, eng. agr. Angelo Petto Neto, destacou o papel da atividade para o desempenho do agronegócio nacional e a importância do associativismo para a categoria.
“É a maior solenidade da engenharia agronômica do Estado de São Paulo. Importante a ponto de contarmos mais uma vez com a presença do presidente do Confea em uma cerimônia estadual. Ele não faltou a nenhuma em seus dois mandatos”, destacou Petto. Ele informou ainda que, normalmente, a Deusa Ceres promove apenas a entrega do Troféu ao homenageado do ano e das medalhas Fernando Costa. “Mas, este ano, como já aconteceu outras vezes, também saudamos o engenheiro agrônomo emérito, conquistado pelo reitor da Unesp, Júlio  Cézar Duligan. E reeditamos a medalha Joaquim Eugênio de Lima para demonstrar essa participação dos engenheiros agrônomos nessa área que não é apenas dos arquitetos, o paisagismo. Como é o caso do próprio Eugênio, responsável pelo projeto de loteamento e o projeto paisagístico da Avenida Paulista, incluindo o Parque Trianon”, comenta Petto, convidando a Agronomia para se fazer presente, entre 4 e 7 de agosto, no Congresso Brasileiro de Agronomia, em Foz do Iguaçu (PR).
Confira a premiação da 43ª Edição da Deusa Ceres

Troféu Deusa Ceres, engenheiro agrônomo do ano: Luiz Carlos Sayão Ferreira Lima
Medalha Joaquim Eugênio de Lima para premiar os engenheiros agrônomos envolvidos com paisagismo: eng. agr. Harri Lorenzi 
Prêmio AEASP 70 anos: eng. agr. Fernando Penteado Cardoso
Destaque na área de comunicação rural: Benedito Rui Barbosa
Engenheiro Agrônomo Emérito: Júlio Cézar Duligan, reitor da Unesp.
Medalha Fernando Costa
Ação Ambiental: eng. agr. Zuleica Maria de Lisboa Perez
Assistência Técnica e Extensão Rural: eng. agr. Sylmar Denucci 
Cooperativismo: eng. agr. Manoel Ortolan
Defesa Agropecuária: eng. agr. Geysa Paula Ruiz 
Ensino: eng. agr. Sinval Silveira Neto
Iniciativa privada: eng. agr. Luiz Rossi Neto
Pesquisa: eng. agr. José Osmar Lorenzi

Fonte: Confea, com informações do site Agrishow

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.