Comemoração pelos 81 anos do Crea-PA é prestigiada por dirigentes do Sistema Confea/Crea e Mútua


Comemoração pelos 81 anos do Crea-PA e posse solene foram prestigiadas pelos diretores da Mútua e outras lideranças do Sistema

A noite de quinta-feira (30) foi marcada pela solenidade em alusão aos 81 anos de criação do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará (Crea-PA), comemorados no último dia 23 de abril. A posse solene na nova presidência do Crea-PA e da diretoria da Mútua-PA também foi realizada na ocasião.

A mesa de abertura foi composta pelo engenheiro agrônomo Elias da Silva Lima, presidente do Crea-PA; pelo engenheiro civil José Tadeu da Silva, presidente do Confea; pelo engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros, diretor-presidente da Mútua; pelo engenheiro agrônomo Antonio Carlos Alberio, conselheiro federal; pela engenheira agrônoma. Ana Maria Pereira de Faria, diretora geral da Mútua-PA; pelo arquiteto Adolfo Maia, presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Pará (CAU-PA); pelo engenheiro civil Victor Frota Pinto, presidente do Crea-CE e por Noêmia de Souza Jacob, secretária de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas.


Dispositivo de honra

Também prestigiaram a solenidade, os diretores executivos da Mútua, engenheiro agrônomo Ricardo Antonio de Arruda Veiga (diretor de Benefícios), técnico em edificações Lino Gilberto da Silva (diretor financeiro) e o engenheiro agrônomo Luiz Alberto Freitas Pereira (diretor administrativo).

O presidente do Crea-PA iniciou a solenidade agradecendo a presença de todos. Em seu discurso, relembrou a criação do Conselho e os avanços conquistados ao longo dos anos. “O Crea completa 81 anos de serviço à Amazônia e ultrapassando fronteiras. Durante essas oito décadas, o Crea se notabilizou pelo profissionalismo dos seus registrados fazendo um trabalho de proteção à sociedade”, disse.


Elias Lima: anfitrião da noite

O diretor-presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros, desejou sucesso à nova gestão. “Durante esses 81 anos, o Crea serviu de base para outros Creas da Região Norte. Quero colocar a diretoria da Mútua à disposição para que, cada vez mais, o Sistema se fortaleça e que possa avançar e levar as condições ideais para que os profissionais desenvolvam suas atividades e continuem protegendo a sociedade”.


Calheiros: Discurso em reconhecimento ao trabalho do Crea-PA

A necessidade de interiorização do Conselho foi defendida pela diretora geral da Mútua-PA, engenheira agrônoma Ana Maria Pereira de Faria. “A Mútua presta amparo ao profissional, disponibilizando uma série de benefícios e facilidades que podem auxiliar em momentos de dificuldades e na realização de sonhos. Aqui há de se oferecer destaque à necessidade de interiorização da Mútua no Estado, pelo menos nos regionais, em face às dimensões continentais do Pará”, afirmou.


Ana Maria: Lembrou a importância da interiorização das ações da Mútua
 

A secretária de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Noêmia Jacob, destacou o valor dos profissionais da área tecnológica no desenvolvimento do Estado. “Não há possibilidade de fazermos algo diferente no enorme desafio que temos, de mudar a infraestrutura do Estado, de trazer novos equipamentos que beneficiem a sociedade sem o exercício responsável da profissão e ai o Crea é fundamental, não há a possibilidade de estarmos distantes”.

O presidente do Confea, engenheiro civil José Tadeu da Silva parabenizou o Conselho e os profissionais. “São 81 anos de existência, algo que mostra uma solidez da instituição. Nesses momentos de festa, aniversário, comemoração, é importante a gente fazer uma reflexão do que aconteceu nesses anos. Esta é uma instituição que atuou desde sua criação até agora. Quero parabenizar não só o Crea, mas todos nós, profissionais, entidades, conselheiros, inspetores, todos que doam parte do seu tempo para fazer nosso Sistema funcionar”.


José Tadeu: Destacou o papel de cada pessoa envolvida no trabalho realizado pelo Crea-PA

Homenagens – Como parte das comemorações, profissionais receberam homenagens. O engenheiro agrônomo Fernando Antônio Teixeira Mendes, o engenheiro agrônomo Antônio Carlos Paula Neves da Rocha e o engenheiro eletricista Eduardo Tannus Tuma foram agraciados com o Diploma do Mérito, por serviços prestados à Engenharia e Agronomia.
Os conselheiros que tiveram seus mandatos encerrados em 2014 também foram homenageados com a entrega de Certificados de Relevantes Serviços Prestados à Nação. Dois profissionais – engenheiro agrônomo Rubens Rodrigues Lima (in memoriam) e engenheiro agrônomo Elwal Falcão Valente (in memoriam) – tiveram seus nomes inscritos no Livro do Mérito, por terem se destacado por suas atuações no Sistema Confea/Crea.

Crea-PA 81 anos – Fundado em 1934, através da Resolução nº 02 do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), o Crea-PA – ou simplesmente Crea da 1ª Região – tinha sob sua jurisdição, além do Pará, os estados do Amazonas, Maranhão, Piauí e o então território do Acre. Com o advento da resolução nº 33, de 04 de novembro de 1943, foram incluídos os territórios do Amapá, atual estado do Amapá; de Rio Branco, atual estado de Roraima e Guaporé, hoje estado de Rondônia.

O Crea-PA funciona hoje em sede própria, conta com cerca de 30 mil profissionais registrados e está presente nas diversas regiões do Estado. O Conselho possui representações em 21 municípios (Altamira, Ananindeua, Barcarena, Bragança, Cametá, Canaã dos Carajás, Capanema, Castanhal, Conceição do Araguaia, Itaituba, Juruti, Marabá, Monte Alegre, Novo Progresso, Oriximiná, Paragominas, Parauapebas, Redenção, Santarém, Tucuruí e Xinguara).

 

Fonte: Crea-PA

Fotos: Crea-PA

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.