Crea-BA divulga prêmio Arlindo Fragoso em instituições de ensino

A premiação, voltada para inovação tecnológica, foi apresentada na Unijorge, Uneb e Senai-Cimatec

Dando continuidade à divulgação do Prêmio Arlindo Fragoso de Inovação Tecnológica, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA) está realizando visitas às instituições de ensino, promovendo também um debate sobre as funções do órgão, responsável pela fiscalização do exercício profissional. A premiação é voltada para a classe estudantil e estimula o empreendedorismo e a geração de conhecimento.

As palestras do Crea-BA já foram realizadas na Unijorge, Uneb e Senai-Cimatec. Neste último, o chefe de gabinete do Crea-BA, engenheiro químico Herbert Oliveira, conversou com estudantes e professores na noite de terça-feira (31), explicando as funções do Conselho na defesa dos interesses profissionais e esclareceu os critérios do Prêmio Arlindo Fragoso, que é uma iniciativa do órgão, em parceria com o Instituto Politécnico da Bahia (Ufba). A premiação conta ainda com o apoio do Sebrae, Secretaria de Ciência e Tecnologia da Bahia, e do próprio Senai-Cimatec. O edital e ficha de inscrição da premiação estão disponíveis no site do Crea-BA.

Segundo Herbert Oliveira, o objetivo é estimular nos estudantes a geração de conhecimento e a cultura empreendedora, com o desenvolvimento de projetos de pesquisa que envolvam a busca de soluções sustentáveis para as áreas de energia, saneamento básico, construção civil, segurança pública, produção agrícola e produção mineral. “Nosso objetivo é que surjam propostas inéditas com possibilidade de serem empreendidas”.
Podem participar estudantes devidamente matriculados nos cursos superiores da área tecnológicas, vinculados ao Sistema Confea/Crea no Estado da Bahia (de instituições públicas ou privadas), e que tenham cursado pelo menos 50% dos períodos da graduação até o fim do semestre 2015.

O Prêmio Arlindo Fragoso de Tecnologia e Inovação tem a proposta de contribuir para a formação de profissionais inovadores na área tecnológica na Bahia. As inscrições poderão ser feitas até o dia 30 de maio. Os 10 melhores trabalhos serão apresentados no dia 30 de outubro e a divulgação dos trabalhos premiados e entrega da premiação está prevista para o dia 11 de dezembro, data em que se comemora o Dia do Engenheiro. Os interessados deverão preencher a Ficha de Inscrição disponível no site do Crea, imprimi-la, assiná-la e enviá-la ao Gabinete da Presidência do Crea-BA – Rua Professor Aloísio de Carvalho Filho, 402, Engenho Velho de Brotas. CEP – 40243-620.

Ações do Crea-BA – O coordenador do curso de Engenharia Mecânica do Senai-Cimatec, Guilherme Souza, ressaltou a importância do Conselho na fiscalização do exercício profissional, o que, segundo ele, garante que a sociedade se sinta segura em relação às atividades de profissionais da área tecnológica. Ele elogiou a criação do prêmio para estímulo da inovação e o surgimento de novas ideias. “É importante buscar soluções possíveis de serem implantadas para o avanço do desenvolvimento”.

Herbert Oliveira falou aos estudantes e professores sobre o papel do Crea-BA em ações de valorização profissional e salarial e formação acadêmica. Ele mostrou como o conselho vem estabelecendo parcerias de responsabilidade sócio-ambiental e de valorização das profissões, com programas como o Crea Jr, voltado para o empreendedorismo e o PEC – Plano de Educação Continuada, onde são oferecidos cursos a preços diferenciados e gratuitos.

O Crea-BA, segundo Oliveira, vem se empenhando em participar de eventos acadêmicos e parcerias estratégicas com gestores municipais. “Nosso objetivo é a implantação da Assistência Técnica gratuita para projetos e acompanhamento de obras das populações de baixa renda. Estamos aguardando a implantação em Salvador e já trabalhando outros municípios. Participamos também de fóruns e das equipes de Fiscalização Preventiva Integrada das bacias do Rio São Francisco e Paraguaçu e de grandes eventos”.

O engenheiro disse ainda que o Crea-BA irá lançar em maio o livro comemorativo sobre os 80 anos do Conselho, que conta a história da Bahia sob o ponto de vista da engenharia e do documentário Engenhar. Falou ainda sobre os projetos Sanear Mais Bahia, em parceria com a Funasa, para auxiliar na elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico de 50 municípios baianos com baixo IDH e também da participação do conselho em grandes eventos sociais, como no debate da Ferrovia de Integração Oeste Leste e Porto de Ilhéus.

 

Fonte: Crea-BA

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.