Presidente do Crea-RO defende a valorização profissional das áreas de Engenharia e Agronomia

Na tarde do dia 17 de março, o Governador do Estado de Rondônia, Confúcio Moura, recebeu, em seu gabinete, o presidente do Crea-RO, Engº Civil
Nélio Alencar e o ex-conselheiro, Engº Cláudio Vidal, para tratar de assuntos ligados as áreas do Sistema Confea.

Nélio Alencar solicitou apoio a proposta de Plano de Carreira, Cargos e Remuneração dos servidores da área de Engenharia e Agronomia da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo do Estado de Rondônia, onde foi encaminhada à Mesa de Negociação Permanente – MENP – através de ofício, para análise e manifestação.

“É fundamental que os cargos públicos sejam ocupados por profissionais capacitados e habilitados no Crea visando cumprir a principal missão do Conselho, que é a defesa da sociedade, coibindo o exercício ilegal da profissão e defendendo os comunitários dos maus profissionais”, destacou Nélio.

Usinas

Outro objetivo do encontro foi despertar a atenção do Governo para as novas oportunidades de compensações ambientais de um possível “Licenciamento Corretivo”, a ser concedido pelo IBAMA. Nélio Alencar destacou a necessidade de acompanhar os novos estudos de avaliação dos impactos ambientais decorrentes da operação comercial das usinas hidrelétricas instaladas no rio Madeira. Ele solicitou ainda, a inclusão do trecho a jusante da UHE Santo Antônio, compreendido entre Porto Velho e Calama (até o limite com o estado do Amazonas), como “Área de Influência Direta” dos impactos ambientais das barragens do rio Madeira.

A oportunidade também serviu para sugerir a inclusão de alguns projetos compensatórios, tais como, a construção e desenvolvimento da Estação Piscicultura do Estado, em atendimento aos dispositivos da Lei pertinente; a restauração da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, no trecho da estação de Porto Velho até à Estaca de Santo Antonio; estudos para elucidar, entre outras, a relação de causa e efeito dos processos erosivos das margens do rio Madeira, gerando mapas de riscos geotécnicos dos taludes fluviais; execução de obras de contenção de taludes fluviais, com recursos da compensação ambiental, no Porto da EFMM, Porto da Comunidade de São Carlos, da Comunidade de Nazaré, Porto de Terra Caída, e Porto de Calama.

Liberação de Recursos

Nélio Alencar solicitou ainda, o apoio as ações no que tange à viabilidade de liberação de recursos financeiros, junto ao Ministério da Pesca e Aquicultura – MPA, para agilizar os tramites de viabilidade de 18 projetos do Sistema ITACPP – Incubadora Tecnológica Aquícola Comunitária para Produção de Pescado. “Implementando estes projetos, estaremos beneficiando 216 famílias, envolvendo pescadores artesanais, piscicultores, produtores rurais impactados com as obras das usinas”, pontuou o presidente do Crea Rondônia.


Fonte: Rondoniaovivo

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.