Noite solene de posse é realizada no 4º Encontro de Líderes Representantes do Sistema

Um auditório lotado acompanhou, na noite dessa sexta-feira (27), solenidade de posse de diversas lideranças do Sistema Confea/Crea e Mútua, durante a programação do 4º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua. Receberam os Certificados de Posse em suas funções no Sistema, o presidente reeleito do Confea, engenheiro civil José Tadeu da Silva, o coordenador e o coordenador adjunto do Colégio de Presidentes de 2015, respectivamente, o engenheiro mecânico Marco Antônio Amigo, presidente do Crea-BA, e o engenheiro civil e de Segurança do Trabalho José Silveira Sameniego, presidente do Crea-MT – que, no ato, foi representado pelo vice-presidente daquele Conselho Regional, engenheiro eletricista Marcos Vinicius Santiago. Também foram empossados o coordenador e o coordenador adjunto do Colégio de Entidades Nacionais de 2015 (Cden), respectivamente, o engenheiro mecânico Jorge Ney Britto, presidente da Federação Nacional de Engenheiros Mecânicos e Industriais (Fenemi), e o engenheiro agrônomo Angelo Petto Neto, presidente da Confederação do Engenheiros Agrônomos do Brasil (Confaeab). Foram registradas, ainda, as posses de parte dos conselheiros federais que compõem o Plenário do Confea, e os coordenadores, deste ano, das Coordenadorias de Câmaras Especializadas.

 

Os diretores regionais da Mútua, eleitos no ano passado para o triênio 2015-2017, também subiram ao palco, marcando sua posse

Parabenizando todos os recém-empossados e desejando-lhes sucesso em seus mandatos, o diretor-presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Calheiros, que compôs o dispositivo solene, reforçou o sentimento uníssono que permeia o Sistema. “Estaremos sempre à disposição do nosso Sistema, do Confea, dos Creas, da Mútua e, principalmente, dos profissionais da área tecnológica”, frisou.

Tanto José Tadeu, quanto a vice-presidente do Confea, engenheira eletricista Ana Constantina Oliveira Sarmento de Azevedo, exaltaram a satisfação em fazer parte de um Sistema profissional tão importante quanto é o da área tecnológica brasileira. Os dois agradeceram pela confiança, parceria e o apoio de todos, na construção e consolidação de seus papeis no Sistema.

“Estou vindo para um segundo mandato, reeleito pelo reconhecimento do trabalho realizado. Hoje é dia de agradecer. Agradecer inicialmente a Deus. Segundo, quero agradecer à minha família, pois tudo o que fiz e faço se não tivesse o apoio da minha da minha esposa e dos meus filhos não teria chegado até aqui. E meu terceiro agradecimento é dirigido à Engenharia. Tudo o que tenho é graças à Engenharia Civil”, ponderou Tadeu.

Sobre as expectativas para os próximos três anos, o presidente do Confea avaliou que, mas do que nunca, a união e o fortalecimento dos profissionais e do Sistema, serão fundamentais. “Será um mandato muito difícil, por tudo que está acontecendo em nosso País. As profissões abrangidas por nosso Sistema são as mais ligadas à inovação e à tecnologia. Somos responsáveis pelo desenvolvimento e crescimento do nosso País. A palavra chave desse mandato é união. Se não estivermos unidos, com as dimensões que temos em nosso País, se não pudermos contar com cada um dos profissionais de todos os estados, nada será possível. Espero que realmente cumpramos nosso papel social determinado pela nossa legislação”, conclamou Tadeu.

Com um discurso mais sentimental, fazendo referência às famílias de todas as lideranças do Sistema, Ana Constantina agradeceu aos seus familiares e mais uma vez disse que seu papel enquanto vice-presidente do Confea é o de construir pontes entre as diversas instâncias do Sistema e a presidência do Conselho Federal. “Meu sentimento é de gratidão e de reconhecimento de todo o trabalho feito e, também, de muita responsabilidade. Mas faz parte da missão que abracei. O momento é de agradecer e de celebrar a vida. Agradecer a Deus por me colocar no lugar certo na hora certa. Agradecer ao presidente Jose Tadeu, que tem essa característica de aglutinar. Presidente José Tadeu, o senhor é um divisor de aguas”, reconheceu a vice-presidente do Confea.

Representando as diversas instituições do Sistema, também compuseram o dispositivo solene da abertura, o conselheiro federal, engenheiro agrônomo Antonio Carlos Albério, o coordenador do Cden, engenheiro mecânico Jorge Ney Britto, o coordenador do CP engenheiro mecânico Marco Antonio Amigo, o coordenador da coordenadoria de Câmaras Especializadas de Geologia e de Minas, engenheiro de minas José margarida da Silva, e o presidente da Federação Nacional de Engenheiros (FNE), engenheiro eletricista Murilo Celso de Campos Pinheiro.  Também presente, o secretário de Fiscalização de Infraestrutura do Tribunal de Contas da União (TCU), José Ulisses Vasconcelos.

Para o conselheiro do Pará, o evento solene marcou, realmente, o início dos trabalhos dos próximos três anos do Sistema e, mostrando sintonia com o presidente José Tadeu, também aclamou a união de todos. “Não é segredo que coincide com esse inicio de nossas atividades uma fase muito difícil em nosso País. Nosso sistema não esta alheio a isso. Por conhecer e por ter conversado com meus colegas conselheiros federais e também por conhecer a maioria dos presidentes dos Creas, afirmo que nossa disposição é ajuda-lo (dirigindo-se ao presidente do Confea) a resolver os problemas mais sérios que nosso sistema esta atravessando”, destacou.

Os coordenadores dos fóruns do Sistema (Cden, CP e Câmaras Especializadas) falaram sobre os trabalhos para o ano e reforçaram a relevância da valorização profissional e da defesa da sociedade.  “Mas do que desejar transformações, precisamos realizar transformações. Acredito que nosso Sistema é a saída. Não podemos ter um Sistema que não acredita que ser possível”, disse o novo coordenador do Colégio de Presidentes, Marco Amigo.

José Ulisses, secretário do TCU parabenizou os empossados e indicou que o Sistema Confea/Crea e Mútua pode e deve ser parceiro do TCU.  “Vocês têm uma maior capilaridade que o TCU e nós, do Tribunal, podemos contribuir para o melhoramento da gestão pública”, defendeu.

O 4º Encontro de Líderes do Sistema Confea/Crea e Mútua é encerrado neste sábado, com palestra do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto, sobre “A Ética como indutora no combate à corrupção e para o desenvolvimento do Brasil”.

 

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.