Em cerimônia conjunta, presidente do Crea-PI e diretores regionais da Mútua-PI são empossados

A cerimônia ocorreu na noite da última sexta-feira (6), com um auditório lotado e a presença de várias autoridades de Estado e profissionais da área tecnológica


O diretor de Tecnologia da Mútua, Antonio Salvador (ao microfone), falou sobre os avanços da Instituição e, em especial, fez referência à Regional no Estado

Na noite da última sexta-feira (6), o engenheiro civil Paulo Roberto Ferreira de Oliveira tomou posse para um novo período na presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí, gestão 2015/2017, em cerimônia realizada no Centro de Convenções Atlantic City, em Teresina (PI). O evento também marcou a posse dos novos diretores regionais da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea – Mútua-PI, engenheiro agrônomo Raimundo Ulisses de Oliveira Filho (diretor-geral), engenheiro civil Lucio Vieira de Brito (diretor financeiro) e engenheiro civil Walterwilson Carvalho Leite (diretor administrativo).

 Com a presença de autoridades de Estado, conselheiros, empresários e profissionais da área tecnológica, a solenidade teve entre os nomes que compuseram a mesa de honra, além do presidente reeleito, Paulo Roberto, e do diretor geral da Mútua-PI, Ulisses Filho, esteve a vice-governadora do estado, Margarete Coelho, o conselheiro federal do Sistema Confea/Crea, Marcelo Morais, o diretor executivo de Tecnologia da Mútua, engenheiro eletricista Antonio Salvador da Rocha, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Teresina, Marco Antônio Ayres, o deputado estadual Fernando Monteiro, o diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), Francisco Guedes, o presidente do Sinduscon, André Baia, e o vice-presidente do Crea-PI, Teodoro Reinaldo.

Após a leitura e assinatura do termo de posse do presidente do Crea-PI, os diretores eleitos para a próxima gestão da Mútua-PI, Walterwilson Carvalho Leite, diretor administrativo, Lúcio Vieira de Brito, diretor financeiro, também assinaram os respectivos termos de posse antes da abertura dos discursos com Ulisses Filho, diretor geral, também empossado na última noite.

Em sua fala, Ulisses contou um pouco sobre a história da Mútua e contou da emoção em vê-la se consolidando como uma importante entidade de assistência aos profissionais. “Mais do que o fato de assumir esse importante desafio na Mútua, causa-me grande emoção olhar para todo o processo de desenvolvimento desta entidade e perceber que a luta tem valido a pena em cada detalhe; a cada dia conseguimos avançar mais e fortalecer os benefícios aos profissionais.” E destacou ainda a necessidade de interiorizar a Mútua-PI pelo estado inteiro, anunciando que setorizará ações em cada região onde haja inspetoria do Crea-PI.

A seguir, foi a vez do conselheiro federal Marcelo Morais cumprimentar os presentes e fazer avaliações sobre os desafios da engenharia, ressaltando em seu discurso a importância dos Conselhos profissionais, e, referindo-se especialmente ao Sistema Confea/Crea e Mútua, exaltou o importante papel que cumprem para a solidez da área tecnológica. Além disso, o conselheiro leu uma mensagem do presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia do Piauí – Confea, engenheiro José Tadeu da Silva, a quem representava na cerimônia, que, na medida em que felicitava os empossados, proferindo elogios especiais ao presidente do Crea-PI, Paulo Roberto pelo mandado anterior, invocou trabalho para “elevar o status do nosso Brasil ao patamar econômico e de sustentabilidade que desejamos”.

E representando o diretor-presidente da Mútua, engenheiro agrônomo Cláudio Pereira Calheiros, o diretor executivo de Tecnologia da instituição, Antonio Salvador, reforçou a necessidade de levar a Mútua a mais regiões do Estado, notadamente o interior, apresentou a experiência da entidade e os benefícios oferecidos, e fez questão de saudar a Mútua-PI pelo que considera importantes avanços, como a inauguração da sede própria, em dezembro do ano passado. “Gostaria de expor aqui também que estamos buscando qualificar ainda mais os auxílios oferecidos pela Mútua, ampliando e facilita as possibilidades aos profissionais”, explicou.

A vice-governadora, Margarete Coelho elogiou a gestão do Crea-PI e propôs ampliar as relações e construir medidas conjuntas para qualificação do setor tecnológico e a potencialização do desenvolvimento do estado. “Tenho um profundo respeito pelo Crea-PI, uma entidade importantíssima para o estado. O grande desafio para todo o setor público é melhorar as condições de vida da população, nosso governo pensa nisso como primordial e conta o Crea-PI para, dentro de sua abrangência, contribuir conosco.”

E, no último discurso da noite, o presidente reeleito do Crea-PI, Paulo Roberto Ferreira de Oliveira, fez uma fala firme e extremamente aplaudida pelos presentes em vários momentos, em que, dentre outros temas, discutiu moral e condutas, o papel do Estado e desrespeito dos agentes políticos em escândalos de corrupções como o da Petrobras e o não cumprimento de acordos com construtoras e profissionais. Além disso, destacou que, “a crise hídrica que assola todo o país é consequência, e não causa; resultado da ausência de planejamento e incompetência na gestão hídrica, com efeitos na ordem econômica e na qualidade de vida das pessoas”.

E, com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí completando 40 anos em 2015, reforçou o compromisso social como base do Conselho e agradeceu todo que construíram, e constroem, essa história do Crea-PI, destacando que desenvolverá ações para celebrar a data marcante.

“Estou pessoalmente empenhado, junto a todos os conselheiros, inspetores e funcionários do Crea-PI, a consolidá-lo como uma entidade que esteja lado a lado dos profissionais, das instituições e de toda a sociedade. Com talento, conhecimento e trabalho coletivo poderemos transformar a realidade e atingir patamares cada vez mais altos”, finalizou.


Ao púlpito, o presidente reeleito do Crea-PI, Paulo Roberto Ferreira de Oliveira

Eleito pela primeira vez em 2011 após 2 anos como vice-presidente, o engenheiro civil Paulo Roberto ganhou direito ao segundo mandato após vencer as eleições em novembro do ano passado. Desde que assumiu a presidência, licenciou-se do cargo apenas nos dois meses anteriores às eleições 2014, em respeito ao Regimento Eleitoral do Conselho que visa garantir máxima lisura e equidade à disputa, reassumindo o cargo em seguida para dar continuidade ao projeto do triênio corrente.

O Crea-PI é o órgão de fiscalização, controle, orientação e aprimoramento do exercício e das atividades profissionais da Engenharia, da Agronomia, da Geologia, da Geografia e da Meteorologia, em seus níveis técnico e superior, em todo o estado. E, como Conselho Profissional, visa garantir tanto o mercado de trabalho para aquele que é legalmente habilitado, como asseverar ao cidadão que os serviços possuam a segurança de um responsável técnico.

 

Fonte: Crea-PI

Fotos: Crea-PI

Compartilhe essa postagem:

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.